terça, 26 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

‘Cada um colherá o que plantou’, diz Luciano Cartaxo

André Gomes e Adriana Rodrigues / 06 de março de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), falou ontem pela primeira vez depois do anúncio de que vai permanecer a frente da Prefeitura de João Pessoa. Em entrevista ao jornalista Hermes de Luna, no Correio Debate da TV Correio/Record, quando questionado sobre se ainda pretende disputar o Governo da Paraíba, no futuro, o gestor disse que vai continuar trabalhando por João Pessoa e por todos os paraibanos e que “o futuro a Deus pertence”.

“Todas as pesquisas que tínhamos mostrava que o eleitorado avaliava meu nome como o melhor perfil para governar o Estado, dentro dos bons resultados que estamos apresentando na cidade de João Pessoa. Isso tem um significado muito especial, agora, mesmo diante de um cenário desse, não foi possível os partidos entenderem a necessidade de fazerem uma discussão sobre o futuro da Paraíba. Mas eu tenho muita fé em Deus, 53 anos de idade e vou continuar me dedicando ao povo de João Pessoa e da Paraíba”, destacou o prefeito.

Mais cedo, durante a inauguração de uma escola, Cartaxo ainda mandou um recado para a oposição. “Cada partido vai colher o que plantou”, admitindo conversar com todos os pré-candidatos, incluindo o governista.

O prefeito também admitiu realizar uma reforma administrativa nos próximos dias.

Questionado sobre as diversas explicações dadas até mesmo por aliados sobre sua permanência na prefeitura, Cartaxo disse que sua decisão se traduz em uma palavra essencial: comprometimento.

Segundo ele, precisava tempo para preparar uma candidatura ao governo do Estado e, como houveram vários adiamentos dessa definição, o tempo passou a ser impeditivo de avanços desse processo. “Vamos aguardar o posicionamento das candidaturas que serão postas para avaliarmos o que será melhor para a Paraíba”, destacou.

Movimento tenta a reversão

O deputado federal Rômulo Gouveia, presidente estadual do PSD, disse ontem que há um grande movimento para que Luciano Cartaxo volte atrás na decisão de não disputar o Governo. Além disso, que sua prioridade será que o PSD tenha espaço na chapa majoritária.

Segundo ele, desde o anúncio feito por Cartaxo, na quinta-feira, em abrir mão da pré-candidatura para permanecer na prefeitura da Capital, foi deflagrada uma grande mobilização de prefeitos, lideranças partidárias para que ele reveja essa posição de não disputar a sucessão estadual.

“Eu sozinho não tenho a força de fazer com que cartaxo mude de ideia. Mas ele tem recebido desde o primeiro instante que tomou a decisão, apelos dos mais diversos, de agentes políticos, de segmentos da sociedade de vários setores que tem feito esse apelo”, comentou

Rômulo disse ainda que o PSD vai estar na majoritária e afirmou que posicionamento será tomada com opinião de Cartaxo. O presidente citou como opções Lucélio Cartaxo e do empresário Buega Gadelha.

Relacionadas