terça, 13 de novembro de 2018
Política
Compartilhar:

Bancada de João terá 22 dois deputados; MDB e PSDB perdem membros

André Gomes / 09 de outubro de 2018
Foto: Reprodução
Dezesseis partidos estarão presentes na composição da próxima legislatura da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), mesmo número de representações da atual. Para o próximo ano, partidos como o PSB, o Avante e o PTB conseguiram aumentar suas bancadas. Já legendas tradicionais como o PSDB e o MDB reduziram o número de integrantes.

Com a maior bancada na Casa, o PSB elegeu oito deputados, um aumento de 60%, se comparado com a atual legislatura quando foram eleitos apenas cinco. Logo depois aparece o Avante (antigo PT do B) com a maior bancada, formada por quatro parlamentares. Na atual formação, a sigla tinha elegido apenas um representante.

A grande surpresa fica por conta dos partidos maiores a exemplo do PSDB e do MDB. Para a próxima legislatura os tucanos perderam uma cadeira e terão apenas três deputados. O MDB saiu de uma bancada de quatro parlamentares para apenas um, mostrando a fragilidade da legenda na Paraíba.

Também registrando crescimento aparece o Podemos (antigo PTN) e o PTB. Partidos da base do futuro governador João Azevêdo (PSB), o Podemos passou de um deputado para três e o PTB conseguiu ampliar, passando para dois representantes.

Legendas como o PR, PP e PSL conseguiram manter suas bancadas, cada um com o mesmo número de deputados, sendo um no PR e dois em cada uma das outras siglas.

A grande novidade fica no aparecimento de representantes do PPS e da Rede que na legislatura atual não tinham representantes. O PPS conquistou duas cadeiras e Rede uma representação na Casa. Partidos como o Democratas e PT foram extintos da composição da Assembleia Legislativa da Paraíba para o próximo mandato parlamentar.

O Democratas tinha dois deputados eleitos em 2014 e o PT também dois parlamentares, chegando a ter três integrantes com a filiação do deputado Zé Paulo de Santa Rita que era do PC do B.

Presidência em disputa

Mal encerrou o processo eleitoral e já tem deputado discutindo o posto de presidente da Assembleia Legislativa para a próxima legislatura. Pelo menos seis nomes já figuram com grandes chances para formação da nova Mesa Diretora. Ainda no domingo a deputada eleita mais bem votada, Cida Ramos, já havia anunciado o interesse na disputa. Ontem Jeová Campos afirmou que pode postular a vaga.

Questionada sobre a possibilidade de disputar um cargo na Mesa Diretora da ALPB, Cida afirmou que a quantidade de votos que ela teve a credencia a disputar a vaga.

“Eu acho que estou chegando agora, mas essa votação me credencia a compor a mesa da Assembleia. Sempre disse a João e a Ricardo, sempre coloquei nas minhas falas que o povo da Paraíba daria um presente a Ricardo e o presente que o povo deu foi a continuação do trabalho dele”, destacou Cida.

O deputado Jeová Campos se colocou a disposição do seu partido, o PSB, para se candidatar a presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) no biênio 2018/2020.

Na oportunidade, Jeová afirmou que o PSB é a maior bancada e precisa ter o presidente da ALPB. “Seria um prazer comandar aquela casa. Muita coisa passa pelos nossos comandantes, o governador eleito e o atual Ricardo Coutinho. Estou preparado para ser o presidente se entenderem assim,” disse.

Também são cotados para ingressar na disputa pela presidência da Casa os deputados Adriano Galdino, Ricardo Barbosa, Hervázio Bezerra e também Buba Germano.

Relacionadas