quarta, 20 de janeiro de 2021

Assembléia
Compartilhar:

Gervásio Maia reabre Parlatório: “Se o povo desejar ele vai funcionar todo dia”

Mislene Santos com informações de Alexandre Kito / 17 de fevereiro de 2017
Foto: Alexandre Kito
O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia (PSB), reabriu nesta sexta-feira (17), o Parlatório do Povo Deputado Tota Agra. A solenidade aconteceu durante uma Sessão Especial para discutir a Reforma da Previdência com os trabalhadores paraibanos.

“Nós tínhamos nos comprometido de aproximar a Assembleia do povo paraibano e uma das alternativas que nos buscamos foi à abertura do Parlatório para o povo. Imagino que essa moda vai pegar. Todos os segmentos podem nos procurar para fazer o debate. Vamos fazer o debate nas vezes que formos procurados. Se o povo desejar o Parlatório vai funcionar todo dia”, declarou Gervásio Maia.

A reabertura do Parlatório foi marcada pelo debate sobre a Reforma da Previdência elaborada pelo Governo Federal, especialmente a situação de quem trabalha no campo. Segundo a proposta inicial, a partir de agora o trabalhador terá de contribuir por 49 anos com o INSS para poder se aposentar. A propositura dos deputados Jeová Campos e Estela Bezerra, em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB).

Comissões

Gervásio Maia adiantou que até a próxima semana será definido os presidentes das comissões da Casa. Segundo ele, a Comissão de Constituição e Justiça é a mais procurada devido a sua importância.

“O primeiro momento já foi cumprido que foi a escola dos líderes e agora nos estamos na fase de indicação através dos líderes dos membros que vão participar das comissões. Acredito que até a semana que vem estará tudo devidamente concluido, até porque , as comissões temáticas precisam funcionar para que a Casa cumpra o regimento nos prazos para as votações da matérias”, explicou o socialista.

CPIs

Com relação as pedidos de instalação das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que estão na Casa, inclusive a do “fraude do fio preto”, que trata de um suposto golpe da Energisa aos consumidores, Gervásio disse que está analisando todos os casos.

“Estou conversando com o secretário legislativo, Mota, para que a gente possa cumprir o que diz o regimento em relação a todas as questões as das CPIs”, resumiu o presidente da ALPB.

Relacionadas