terça, 19 de janeiro de 2021

Assembléia
Compartilhar:

Deputados definem posição na Assembleia Legislativa

Alexandre Kito / 04 de fevereiro de 2017
Foto: Rafael Passos
De volta às atividades na Assembleia, os deputados começam a definir posicionamentos entre as bancadas. Os parlamentares também estão discutindo a ocupação de postos nas Comissões Permanentes da Casa. Divididos entre a situação e a oposição, os quatro parlamentares do PMDB devem se reunir na próxima semana para discutir a atuação em relação ao Executivo, já que a legenda está dividida dentro e fora do Legislativo quanto ao apoio ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

Com o socialista Gervásio Maia no comando do Poder Legislativo, quem está de volta para exercer o mandato é o peemedebista Ricardo Marcelo. Após deixar a presidência da Casa em 2015, o deputado solicitou licenças e ficou afastado por bastante tempo durante os dois anos em que Adriano Galdino (PSB) presidiu.

De volta aos trabalhos, Marcelo confirmou que vai permanecer na oposição. Mas, o deputado tem conversado com os colegas de partido que apóiam o governador e já deu sinais de que pode ser tolerante às ações do Executivo Estadual.

Ele afirmou que não vai agir com rigidez durante as votações de matérias encaminhadas por Coutinho. “Não farei uma oposição sistemática e possessiva, mas sim uma oposição que venha a somar para o estado. Não sou nem nunca fui sistemático. sou a favor da Paraíba e continuo naquilo a que me propus. Faço parte de um partido oposicionista, mas vamos ver como vamos ficar daqui pra frente”, explicou Ricardo Marcelo.

O parlamentar acredita que a nova gestão da Assembleia será ‘exitosa’ e adiantou que os deputados do PMDB devem se reunir para traçar estratégias de atuação. Enquanto Nabor Wanderley e Jullys Roberto integram a situação, Raniery Paulino e o próprio Ricardo Marcelo estão no grupo de oposição. “Eu acho que o partido está divido, mas teremos a oportunidade de haver entendimento. Estamos vivendo um desencontro que com certeza vai levar a uma reunião para trazer a racionalidade de cada um no seu mandato e com o partido. Irei contribui para que isso ocorra”, comentou Marcelo.

Raniery Paulino acredita que não haverá desentendimento na legenda. “Somos quatro integrantes, mas há um sentimento muito maior, o partidário que fala mais alto. Compreendemos uns aos outros. Não faço parte da bancada do governo, mas voto matérias de interesse paraibano. Há proposituras que beneficiamos. Eu mesmo votei favorável a todos os empréstimos do governo. Isso me dá crédito para cobrar e fiscalizar”, disse o deputado.

Leia Mais

Relacionadas