terça, 24 de novembro de 2020

Política
Compartilhar:

ALPB perde R$ 18 milhões em repasse e presidente admite corte na folha de pessoal

Alexandre Kito e Nice Almeida / 01 de fevereiro de 2016
Foto: Arquivo
A crise nos Poderes paraibanos está cada vez mais se generalizando. Depois do Governo do Estado anunciar medidas extremas de cortes para conter o problema, agora é a Assembleia Legislativa que começa a ameaçar ações emergenciais para que os gastos não ultrapassem os ganhos. Com uma redução de R$ 18 milhões, no ano, no repasse do duodécimo, o presidente do Parlamento Estadual, Adriano Galdino, admitiu que pode haver corte na folha de pessoal.

Segundo o parlamentar, o Governo do Estado reduziu o duodécimo do Legislativo Estadual em R$ 1,5 milhão por mês. O buraco provocado pela redução vai precisar de medidas urgentes para solucionar o problema. Por isso, Galdino informou que se reunirá nesta terça-feira (02) com a equipe econômica da Casa para levantar possibilidades de como adequar as despesas à nova realidade.

Adriano Galdino afirmou que a redução do duodécimo também pode contribuir para que o expediente na Casa Epitácio Pessoa seja alterado, com o objetivo de gerar mais economia. "Vamos ouvir a Secretaria de Finanças e ver de que forma podemos adaptar essa realidade. Faremos o que for preciso, inclusive diminuir a folha caso seja necessário", ressaltou.

Relacionadas