domingo, 17 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Agora partido, Rede Sustentabilidade deve lançar candidatos em 25 municípios da PB

Jôsi Simão / 24 de setembro de 2015
Às vésperas do final do prazo de filiações para os que devem entrar na disputa nas eleições de 2016, a Rede Sustentabilidade, agora oficialmente partido, capitaneado pela ex-senadora Marina Silva, reúne seus integrantes na Paraíba, próximo domingo, num encontro de formação e apresentação do projeto político. No evento deve ser anunciado os nomes dos filiados e pré-candidatos em pelo menos 25 municípios paraibanos, dispostos a concorrer a uma vaga no pleito eleitoral ano que vem.

Com registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última terça-feira, a Rede Sustentabilidade já vinha atuando como movimento e atraindo adeptos. O vereador Lucas de Brito (DEM) é um dos simpatizantes, mas não confirmou sua ida para o novo partido. Ele disse ainda estar avaliando os dois partidos, DEM e Rede, e tentando perceber em qual dos dois teria maior possibilidade de ingressar na disputa.

De acordo com o representante da Rede na Paraíba, Gerson Vasconcelos, os filiados estão sendo convocados para preencherem as fichas, acelerando mais para os que possuem mandato. “Nós já tínhamos nossas filiações à Rede, como movimento, antes do registro. Agora estamos trabalhando para migrar todos eles para o partido”, disse.

Números:

*Até terça a Rede Sustentabilidade já possuía 250 filiados em 100 municípios paraibanos;

*A Rede possui filiados com mandatos em pelo menos 25 municípios;

*Pelo menos 50 parlamentares já sinalizaram o ingresso para o novo partido.

Marina Silva quer partido a serviço da sociedade

A ex-senadora Marina Silva declarou, logo após o resultado do registro, que a Rede se consolida num momento em que são graves os problemas relacionados ao desgaste da política - dos políticos e do sistema de representação. E se apresenta como um partido a serviço da sociedade, que busca mudanças profundas no sistema político, e luta pela construção integral da democracia no país e por um modelo de desenvolvimento baseado nas cinco principais dimensões que se fundem no que chamamos de sustentabilidade: a ética, a ambiental, a social, a política e a econômica.

Ela disse ainda que mesmo sendo um partido que acaba de nascer já teve momentos importantes em sua história, como o Movimento Brasil com S (2007), o Movimento Marina Silva (2009), a campanha presidencial de 2010, o Movimento Nova Política (2011) e da Rede Pró-Partido (2013).

Coleta de assinaturas - O partido obteve 56.128 assinaturas, que foram encaminhadas junto com o novo pedido de registro, entregue ao TSE no dia 28 de maio. A coleta de assinaturas para criação da Rede ocorreu de forma autoral em todo o Brasil, com mais de 10 mil militantes cadastrados.

 

Relacionadas