quarta, 22 de novembro de 2017
Nacional
Compartilhar:

Proposta de tirar R$ 10 bilhões no orçamento causa desespero entre beneficiários

Redação com assessoria / 25 de outubro de 2015
Foto: Arquivo
O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), relator da lei orçamentária 2016, sugeriu o corte de R$ 10 bilhões no orçamento de R$ 28,8 bilhões do programa. Entre os moradores de cidades em que a maioria da população depende do benefício, o clima é de apreensão.

Em Santa Luzia do Norte (a 46 km de Maceió), Sônia Alves, 31, passou o dia preocupada e conversando com as amigas sobre a proposta. “Essa ideia foi uma coisa muito errada. Imagine como será a vida minha e de meu marido, que está desempregado?”, afirmou ela, que ganha R$ 180 por mês de benefício.

Já Gazi Batista da Silva, 43, revolta-se contra a possibilidade de perder os R$ 147 mensais que serve para seu sustento e de seus dois filhos. “Achei um horror! Dói na alma só de imaginar. Muitas famílias vão sofrer se isso ocorrer. Não deveriam cortar, nem reduzir, porque já é pouco”, afirmou.

Comércio também teme queda nas vendas

No município vizinho de Coqueiro Seco (a 47 km de Maceió), a apreensão é a mesma. Para os comerciantes, um eventual corte do Bolsa Família significaria queda nas vendas. “Boa parte dos meus clientes são do Bolsa Família, se cortarem, vai cair muito. Sem contar que não vão ter como comprar comida”, disse a dona de mercearia Maria José Costa, 47.

Relacionadas