sábado, 21 de setembro de 2019
Greve
Compartilhar:

Bancários da Paraíba devem entrar em greve após reunião nesta terça-feira

Edson Verber / 21 de agosto de 2018
Foto: Reprodução
Embora ainda aguardem fechar um acordo salarial, os bancários de todo o país admitem que uma greve por tempo indeterminado é irreversível. O tom levantado pela categoria deixa a entender de que a decisão sobre uma negociação positiva não deve passar de hoje. A orientação do comando nacional da categoria é de que a mesa redonda que acontecerá hoje entre bancos e bancários, em São Paulo, só deve terminar quando houver uma proposta ou se chegue a um acordo, caso contrário, haverá deliberação para indicar a greve.

Após a mesa redonda, que deve começar às 14h, o comando dos bancários irá se reunir para debater sobre o resultado dela. A indicação do comando nacional é que a disposição é para a categoria entrar em greve para manter as conquistas históricas. Em João Pessoa, a assembleia será realizada amanhã.

Segundo a avaliação do presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, “o setor mais lucrativo do país pode muito bem pagar aumento real e garantir direitos históricos dos bancários, mas, infelizmente, a Fenaban não trouxe nada para a sétima rodada de negociação com o Comando Nacional dos Bancários, realizada na última sexta-feira, sequer a redação das cláusulas que estavam pendentes”.

Marcelo lembrou que “durante a rodada desta sexta, nós destacamos a rejeição, por unanimidade, das assembleias realizadas no dia 8 em todo o Brasil, da proposta apresentada pelos bancos no dia 7, que somente repunha a inflação do período (estimada em 3,79% de 1º de setembro de 2017 a 31 de agosto de 2018). Nós queremos 8%, sendo 5% de reposição das perdas”.

Lucros

Embora ainda aguardem fechar um acordo salarial, os bancários de todo o país admitem que uma greve por tempo indeterminado é irreversível. O tom levantado pela categoria deixa a entender de que a decisão sobre uma negociação positiva não deve passar desta terça-feira (21). A orientação do comando nacional da categoria é de que a mesa redonda que acontecerá nesta terça (21) entre bancos e bancários, em São Paulo, só deve terminar quando houver uma proposta ou se chegue a um acordo, caso contrário, haverá deliberação para indicar a greve.

Após a mesa redonda, que deve começar às 14h, o comando dos bancários irá se reunir para debater sobre o resultado dela. A indicação do comando nacional é que a disposição é para a categoria entrar em greve para manter as conquistas históricas. Em João Pessoa, a assembleia será realizada amanhã.

Segundo a avaliação do presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, “o setor mais lucrativo do país pode muito bem pagar aumento real e garantir direitos históricos dos bancários, mas, infelizmente, a Fenaban não trouxe nada para a sétima rodada de negociação com o Comando Nacional dos Bancários, realizada na última sexta-feira, sequer a redação das cláusulas que estavam pendentes”.

Marcelo lembrou que “durante a rodada desta sexta, nós destacamos a rejeição, por unanimidade, das assembleias realizadas no dia 8 em todo o Brasil, da proposta apresentada pelos bancos no dia 7, que somente repunha a inflação do período (estimada em 3,79% de 1º de setembro de 2017 a 31 de agosto de 2018). Nós queremos 8%, sendo 5% de reposição das perdas”.

 

Relacionadas