terça, 20 de abril de 2021

Geral
Compartilhar:

Vigilância apreende 200 kg de carne estragada em Campina

Renata Fabrício / 19 de maio de 2018
Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária
Cerca de 200 quilos de carne foram apreendidos ontem em um dos boxes da Feira Central de Campina Grande, nessa sexta-feira (18). A denúncia foi feita por feirantes de boxes vizinhos que se incomodaram com o mau cheiro de carne. Equipes da Gerência da Vigilância Sanitária (Gevisa) encontraram no local carnes com coloração escura, sem refrigeração, além de embutidos com prazo de validade vencidos. Em meio a tantas irregularidades, o que mais chamou a atenção dos agentes de inspeção foram carnes com a presença de larvas.

De acordo com o inspetor sanitário, Luciano Diniz, todo o material foi retirado do box, que deverá passar por uma limpeza para funcionar novamente. “Chegamos ao local e averiguamos que tinha aproximadamente 200 quilos de carne estragada em decomposição com mau cheiro, com larvas, com coloração diferente do normal, em acondicionamento errado e fora de refrigeração. Foram retirados de lá todos os produtos o box terá que passar por uma limpeza. Ele vai responder a um processo administrativo. A multa é de acordo com o poder financeiro do estabelecimento. As carnes foram inutilizadas e encaminhadas ao aterro sanitário”, explicou.

O feirante foi identificado, mas não teve o nome divulgado pela Gevisa. Os produtos foram apreendidos e o comerciante vai responder um processo administrativo pela venda de produtos estragados, em condições perecíveis. Algumas orientações podem ajudar o consumidor na hora de comprar carnes. “O consumidor pode ficar atento ao selo de inspeção do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), Estadual (SIE) ou Federal (SIF). É recomendável também que ele verifique a higiene do local, a higiene do manipulador e a própria peça de carne”, lembrou o inspetor.

Relacionadas