quinta, 26 de novembro de 2020

Geral
Compartilhar:

Val Donato faz show de Carnaval com participações especiais

André Luiz Maia / 23 de fevereiro de 2019
Foto: Rafael Passos/Divulgação
Val Donato é do rock... mas tem sambas autorais em seu repertório. Val Donato é do rock... no entanto, faz um show pré-carnavalesco com axé clássicos dos anos 1990.

Axé? Val Donato? Sim, isso mesmo. O CarnaVal é a primeira apresentação da cantora e compositora paraibana inteiramente dedicada ao Carnaval e acontece hoje na Vila do Porto. A promessa é de uma apresentação com bastante energia, algo típico dos shows de Val, só que com um repertório nada usual para quem acompanha a artista.

Acompanhando-a no palco, está a banda Tracundum, comandada pelo instrumentista e produtor musical Toni Silva. Outras participações especiais que entram em cena para estender a mão a Val e guiá-la nessa estreia são Sandra Belê e Felipe Alcântara (ex-Os Gonzagas, que agora segue em carreira solo). Os 80 primeiros ingressos antecipados, que podem ser adquiridos pela plataforma Sympla, ganharão um copo personalizado da festa.

Se o estranhamento acontece entre o público de Val Donato, a própria confessa que também está surpresa. “Não está sendo fácil!”, brinca, aos risos. O desafio foi lançado por Toni Silva. “Eu fiquei preocupada, não por conta do estilo musical, mas por saber se isso funcionaria comigo. Bom, desafio aceito pra mim é lei, então caí de cabeça. Me surpreendi muito com o resultado nos ensaios”, revela.

Para os curiosos, será a oportunidade de ouro para ver a cantora campinense sair totalmente de sua zona de conforto.

Resgate sentimental



Não é de hoje que Val Donato fala em extrapolar os limites que a impõem. Mais que uma “cantora de rock”, ela busca se abrir a novas possibilidades e explorar diversas frentes enquanto artista. Antes que perguntem, ela se adianta e garante que não está mudando sua carreira para outra direção ou coisa do tipo.

“Não é isso, nem estou fazendo esse show por uma exigência de mercado ou para atender a alguma demanda do público. Pelo contrário, vi muita gente sendo pega de surpresa, surpresa maior ainda quando a ideia foi recebida com entusiasmo”, conta. “Todas as músicas que eu canto nesse show me dão prazer de cantar. Não tem nada que eu esteja fazendo ali para ceder ao mercado, ao público, nada disso. É mais uma faceta que a gente revela pro público, feito casca de cebola. Só a música consegue fazer isso”, completa Val.

O repertório traz sucessos de artistas da axé música da metade dos anos 1980 e dos anos 1990. Tem Bamdamel (sim, com m), Chiclete com Banana, Asa de Águia, Olodum, Timbalada, Daniela Mercury... “Tem muita coisa boa, aqueles clássicos como 'Prefixo de verão’, ‘Baianidade nagô’, ‘We are Carnaval’... Tem Ricardo Chaves, Netinho, maravilhoso!”, comenta a cantora, empolgada. “O repertório foi muito difícil de escolher, porque cada vez mais ia surgindo outras músicas. Tem toda uma questão de memória afetiva, de músicas que você nem mesmo sabia que sabia cantar”, acrescenta.

Para quem estranha essa intimidade, ela adianta que tem bastante “quilometragem” no que se trata da folia do Momo. “Eu vivi muito o Carnaval lá em Campina Grande, na época da Micarande. Quando eu tinha dinheiro, ia para o bloco, quando não tinha, estava na pipoca, sempre foi um evento muito presente na minha vida”, pontua.

Dessa época, ela aproveita para fazer um resgate, que resulta em um momento inusitado: além dela, dos convidados especiais e da banda, haverá um professor de dança, estimulando o público a fazer as coreografias características do axé.

“Esse professor é um amigo de longa data, que estudava comigo lá em Campina Grande. A gente saía sempre juntos no Carnaval. Hoje ele é formado em Educação Física e dá aulas de dança. Eu lembrei disso e calhou dele estar aqui em João Pessoa no dia do show. Foi daí que eu tive a ideia de trazê-lo pro palco para dançar. Vai ser uma noite linda”, completa. Uma noite carregada de memórias afetivas e certa nostalgia.

Projetos. Como dito anteriormente, Val Donato segue firme e forte em seu caminho artístico, buscando expandir os horizontes musicais. Um exemplo disso é a canção “O infinito”, lançada recentemente nas plataformas digitais, um single que adianta o que o público poderá ouvir no segundo álbum da cantora, ainda em produção, mas que deve sair ainda este ano.

Com sonoridade que remete à ancestralidade, a música vai para um caminho diferente do que foi ouvido em Val Donato e Os Cabeças, o primeiro álbum, lançado em 2013. “Estamos finalizando o trabalho ainda, por isso vamos dar uma diminuída nas apresentações ao vivo para nos concentramos nesse processo”, completa Val.

Relacionadas