domingo, 28 de fevereiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Secretário descarta interesse político em debates anunciados pelo governo do Estado

Francisco Varela Neto / 18 de julho de 2017
Foto: Divulgação
O secretário de comunicação da Paraíba, Luís Torres, afirmou nesta terça (18) que o 'Pense - Ciclo de Debates Contemporâneos da Paraíba', anunciado nessa segunda-feira (17) pelo governador Ricardo Coutinho, que vai reunir grandes nomes nacionais para discutir temas relevantes da atualidade, não tem nenhuma relação política nem que o governador estaria querendo promover o nome dele no cenário nacional. Segundo o secretário, Ricardo Coutinho (PSB) nem deverá participar da maioria dos debates por causa da agenda. O evento vai ser realizado a partir do dia 27 de julho no Espaço Cultural, em João Pessoa. Comente no fim da matéria.

"Não tem nenhuma relação com questão política, até porque o governador nem participará destes debates. Como a pauta é extensa, a gente tem mais ou menos de julho a dezembro e com a tentativa de se fazer pelo menos dois por mês, então o governador nem estará presente em todos.  Ele nem poderá estar presente em função da agenda administrativa que irá cumprir; claramente que em alguns ele fará todo o esforço para comparecer", explicou Torres, que foi entrevistado no Correio Debate, da Rede Correio Sat.

De acordo com Luís Torres, o principal objetivo do governo é provocar o debate de temas de relevância para o país. Nomes como o do  o jornalista e ex-ministro Franklin Martins já confirmaram participação no 'Pense'. Outros nomes também estarão presentes como Mino Carta, Luis Nassif e Durval Muniz.

"O governador teve a iniciativa e a ideia de trazer grandes pensadores do Brasil em todas as áreas, no campo político no campo econômico, no campo das relações exteriores, na medicina, na psicologia, filosofia, em todas as áreas para que a gente possa entender este momento do Brasil", disse.

Segundo o secretário, mais do que política, é preciso debater sobre o cotidiano das pessoas. "Não é um debate só político, não é só partidário, é um debate amplo; vai desde o cotidiano da vida das pessoas, como tolerância, até relações sociais", afirmou.

Ele acrescentou que o importante, na opinião do governador, é trazer debates como este para os cidadãos paraibanos.

"O que ele quer é que o governo possa garantir e assegurar para que os paraibanos possam ter a oportunidade de fazer esse debate profundo sobre o Brasil", finalizou.


Relacionadas