terça, 02 de março de 2021

Geral
Compartilhar:

Presidente da Fecomércio diz que reformas são importantes para economia

Gabriel Botto / 30 de maio de 2017
Foto: Lucas Vinícius
O presidente da Fecomércio, Marconi Medeiros disse que as reformas propostas pelo Governo Federal são imprescindíveis para o crescimento da economia do país. Segundo ele, é necessário que haja, além da trabalhista e da previdenciária, uma reforma tributária no Brasil.

Sobre o momento político atual, marcado por irregularidades e uma crise que parece não ter fim, Marconi Medeiros disse que essa inconstância prejudica bastante a economia, consecutivamente o ramo empresarial é profundamente afetado.

"Essas dificuldades que estamos enfrentando na área empresarial é resultado desse desentendimento político atual. Nós estamos verificando que enquanto existirem essas crises, a economia não se sustenta", disse o presidente da Fecomércio, Marconi Medeiros à Rádio Correio SAT/98FM.

Ele atribuiu a crise econômica às elevadas taxas de juros e a grande quantidade de impostos cobrados pelo Governo Federal, e cobra dos políticos uma atitude definitiva.

"Ora é a dificuldade com taxas de juros elevadas, ora é dificuldade com impostos demais. Precisamos que a política brasileira ache uma solução definitiva de equilíbrio, e que possamos enfrentar as reformas que já são pedidas há mais de 20 anos", afirmou Marconi Medeiros.

Sobre as reformas propostas recentemente pelo governo, o presidente da Fecomércio se posicionou a favor das mudanças e disse que os direitos dos trabalhadores não serão afetados.

"A reforma trabalhista não almeja retirar direitos adquiridos pelo trabalhador, mas sim atualizar a nossa CLT que já tem mais de 70 anos e modernizar a forma de trabalho", completou o presidente da Fecomércio.

Marconi Medeiros também se posicionou a favor da reforma da Previdência.

"A reforma da previdência é necessária pois a população está vivendo muito mais e se continuar assim teremos problemas no futuro para pagar todo esse pessoal na previdência social", destacou Marconi Medeiros.

Segundo Marconi Medeiros, além das reformas que estão em pauta no Congresso, seria necessária uma reforma tributária.

"Precisamos ainda da reforma tributária se não pudermos no primeiro passo reduzir a carga tributária, pelo menos devemos simplificar esse grande numero de impostos, taxas e contribuições, então essa reforma se torna necessária justamente por essa quantidade de contribuições existentes", finalizou o presidente da Fecomércio, Marconi Medeiros.


Relacionadas