segunda, 21 de setembro de 2020

Geral
Compartilhar:

Pianista norte-americano David Korevaar encerra turnê brasileira em JP

André Luiz Maia / 27 de outubro de 2016
Foto: Assuero Lima
Desde o início da semana, o pianista norte-americano David Korevaar está em João Pessoa ensaiando com a Orquestra Sinfônica da UFPB o repertório da apresentação que farão em conjunto amanhã. No entanto, hoje ele faz um concerto solo de piano, interpretando peças de artistas consagrados e de compositores mais obscuros.

Depois de passar por Goiânia, Brasília, São Paulo e Porto Alegre, David completa sua passagem pelo país com uma apresentação que conta com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Música da UFPB. Durante as manhãs, ele e os integrantes da orquestra trocaram experiência e acertaram os detalhes da performance de sexta. O CORREIO acompanhou um desses ensaios.

Hoje, em seu concerto solo, o repertório é variado. Ele começa com “Impromptu”, peça de Franz Schubert, e na sequência emenda com as “Variações Schubert”, um trabalho do compositor americano Lowell Liebermann baseado nos trabalhos do austríaco sobre o poema “Heidensrölein”, de Goethe.

Também há espaço para duas das quatro baladas de Chopin, uma peça de Maurice Ravel, intitulada “Gaspard de la nuit” e uma peça do compositor italiano Mario Castelnuovo-Tedesco. “Ele não é um compositor muito conhecido, mas ‘Piedigrotta 1924’ é uma peça virtuosa que tem um espírito italiano muito forte”, explica David.

Já amanhã, são apresentadas duas composições de Mozart: os concertos número 9 e 14 para piano e orquestra. “Um deles, o nono, é um de seus concertos mais longos, muito virtuoso e que também há um movimento lento e surpreendentemente trágico, algo pouco usual, pois normalmente os concertos são mais alegres”.

al-eua-pianista-david-koveaar-asl_4329-234

Já o concerto 14 foi concebido durante a estadia de Mozart em Viena, durante o período da Quaresma. “Esse é interessante porque foi o último que ele escreveu para uma pequena orquestra. Essa peça não é tão executada quanto as outras, mas é maravilhosa”, explica.

Formado pela conceituada Juilliard School, em Nova York, David possui os títulos de bacharel, mestre e doutor em música, utilizando seus conhecimentos como professor na Universidade do Colorado Boulder. Além disso, também desenvolveu um projeto educacional na área da música no Afeganistão, país que visitou em maio deste ano.

“Uma das dificuldades que tivemos era o desafio de dar aula para turmas mistas, com meninos e meninas aprendendo na mesma sala. Mas apesar de todas as dificuldades, eu vi dedicação em aprender, o que realmente foi inspirador”, explica David.

DAVID KOREVAAR

Hoje, às 20h.

Sala Radegundis Feitosa (UFPB, campus I, Castelo Branco, João Pessoa).

Entrada franca

ORQUESTRA SINFÔNICA DA UFPB

Amanhã, às 20h.

Sala Radegundis Feitosa (UFPB, campus I, Castelo Branco, João Pessoa).

Entrada franca


Relacionadas