quarta, 03 de março de 2021

Paraíba
Compartilhar:

Comunidades quilombolas se reúnem em busca do sonho da terra própria

Bruna Vieira e Ana Daniela Aragão / 12 de setembro de 2015
Representantes das 39 comunidades quilombolas da Paraíba se reuniram nessa sexta-feira (11) na sede do Ministério Público Federal para discutir os problemas enfrentados e cobrar soluções do poder público. O grande empecilho apontado pelos grupos é a falta de terras, que impede que outros benefícios sejam alcançados, como a construção de casas e o investimento na agropecuária. A regularização esbarra na burocracia e falta de efetivo do Incra. Outro gargalo é a insegurança, que assusta os moradores. Falta dinheiro para investir em segurança, segundo o secretário de Estado.

Mais que propostas, seu Antônio Delfino de Lima, do quilombo Barra de Oitis, em Diamante, quer ações. “A gente vem para as reuniões, conta os problemas, dizem que vão agir e para. Espero que resolvam algo hoje”, disse.

A principal queixa dos quilombolas é pela regularização de terras. Maria Ester Pereira Fortes, coordenadora do serviço no Incra, explicou a morosidade. “É um processo burocrático. O tramite administrativo e a resistência dos donos das terras atrapalha o avanço”, contou.

O procurador geral da república José Godoy Bezerra de Souza informou que avaliará os resultados do encontro para propor novas ações.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas