sábado, 05 de dezembro de 2020

Paraíba
Compartilhar:

Chuva traz à tona velhos problemas em João Pessoa

Aline Martins / 22 de fevereiro de 2016
Foto: Nalva Figueiredo
O domingo foi de muita chuva, principalmente nos municípios da faixa litorânea. Em João Pessoa, a Coordenação Municipal de Proteção e Defesa Civil da registrou 62 mm de chuvas até 9h. A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) informou que o bairro do Grotão teve o maior volume de precipitação pluviométrica, 63 mm. Por conta das chuvas foram registrados cinco pontos de alagamentos. O de maior dimensão ainda é na Avenida Sanhauá, em frente a CBTU. Teve motorista que arriscou passar e o veículo parou no caminho. Um galho de árvore caiu no Varadouro. Para a segunda-feira, a previsão é que ocorram novos eventos de chuvas.

“Eu pego o ônibus em frente a Estação ferroviária, mas quando alaga vou para outras paradas para poder pegar o ônibus, mas tem motorista que nem para quando a gente pede mesmo vendo que não dá para esperar na parada alagada”, Diego Osvaldo Souza, 23 anos, recepcionista.

Para fugir do alagamento no Varadouro, muitos motoristas de carro pequeno, ônibus e até de motos desviaram por uma rua ao lado do posto de combustível que fica no local, mas outros condutores decidiram arriscar. Um deles parou no meio do caminho e os ocupantes tiveram que empurrar o veículo. Esse trecho ainda é um calo a ser resolvido pela gestão municipal. Segundo o coordenador da Defesa Civil da Capital, Noé Estrela, já há uma ação da Prefeitura Municipal para a construção de um canal no mangue que deverá acabar com a inundação nesse trecho. 

“Eu não arrisco passar porque sei que o carro vai parar no caminho. Toda vez que chove é isso. Já deveriam ter resolvido”, falou o taxista Ramos Queiroz.

Além desse ponto, o final da Avenida Gouveia Nóbrega, no bairro do Róger, também ficou alagado. Noé Estrela informou também que houve chamados de alagamentos na Avenida Epitácio Pessoa, em frente ao Colégio Lourdinas, no bairro de mandacaru e no Costa e Silva. Todos de inundação nas vias públicas. “O que nos chama atenção é que perto do Lourdinas, havia sacolas plásticas que entupiam a galeria e por isso o alagamento. Infelizmente muita gente ainda joga lixo na rua. Nas últimas 6 horas foram 62 mm de chuva”, observou. A árvore que caiu na Rua da Areia, no Varadouro, ainda não havia sido registrada pela Defesa Civil. Moradores informaram à reportagem que ocorreu no início da manhã.

A meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, informou que as chuvas são decorrentes de aglomerados de nuvens que se deslocaram do oceano em direção a costa leste. “Quando adentrou, se intensificou e ocasionou essas chuvas mais fortes, principalmente no Agreste, Brejo e Litoral”, afirmou, destacando que deve continuar no dia de hoje e também na segunda-feira porque a previsão ainda é de nebulosidade que acarreta da precipitação de chuvas.

Locais com mais chuvas

João Pessoa (em 6 horas):

- Tambauzinho: 62,4 mm

- Grotão: 61,6 mm

- Cristo Redentor: 57,4 mm

Bayeux: 37,2 mm

Campina Grande:

- Alto Branco: 19 mm

Defesa Civil - telefone

0800-285-9020

Relacionadas