sexta, 14 de maio de 2021

Paraíba
Compartilhar:

484 professores irão receber precatórios do governo; confira os nomes dos beneficiados

Edson Verber / 08 de outubro de 2015
Foto: Arquivo
Um total de 484 professores associados da Associação dos Professores de Licenciatura Plena do Estado da Paraíba (APLP), maiores de 60 anos ou com doenças graves, receberão precatórios que chegam a cerca de R$ 15 a R$ 30 mil por pessoa. O pagamento será feito nos próximos 30 dias e todos estão sendo convocados para uma reunião na próxima quarta-feira (14), na sede da entidade, às 9h, para tomarem conhecimento das providências a serem adotadas para viabilizar o recebimento.

CONFIRA AQUI OS NOMES DOS PROFESSORES QUE RECEBERÃO OS PRECATÓRIOS

Os valores serão depositados direto nas contas correntes dos beneficiados. Foi o que informou o novo presidente da APLP, José de Araújo Pontes. "A primeira relação liberada para pagamento constou de 150 associados. Em seguida tivemos uma relação bem maior, liberada pelo Tribunal de Justiça, desde o dia 31 de maio, com mais 457 e, agora, melhor ainda, com uma terceira relação, dia 29 de setembro, de 484 professores, enquadrados como preferenciais, por idade ou doença grave", informou.

Porém, segundo ele, ainda faltam quase dois mil para receberem os precatórios. "Mesmo assim ainda restam mais de 1800 que esperamos venham a receber o quanto antes, uma vez que esperam há 17 anos pelo direito líquido e certo, graças a uma ação que ajuizamos, com base no não pagamento dos salários estabelecidos no Plano de Cargos e Carreira, ainda no Governo de José Maranhão um, que sucedeu ao falecido governador Antônio Mariz", disse o presidente.

José de Araújo Pontes lembrou, ainda, que nessa verdadeira batalha jurídica o Governo litigou em todas as instâncias dos tribunais Superior e Supremo. Mesmo assim foi condenado a pagar essa verba alimentar, que tem prioridade entre os demais precatórios que tramitam nos tribunais, já que se trata da sobrevivência do servidor público, no caso, os professores.

Relacionadas