quarta, 26 de junho de 2019
Geral
Compartilhar:

Montagem do Parque do Povo é retomada em Campina Grande

Wênia Bandeira / 09 de maio de 2019
Foto: Chico Martins
Após cinco dias com trabalhos paralisados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a montagem do Parque do Povo (PP) para o Maior São João do Mundo foi retomada parcialmente ontem. Os camarotes e palco continuam sem poder ser fixados, mas a empresa Medow Promo, responsável pela realização do evento e a Prefeitura Municipal (PMCG) informaram que estão regularizando a situação.

Segundo o MTE, o Quartel General do Forró não conta com ‘guarda corpo’, uma espécie de proteção que resguarda as laterais, além de linha para locomoção dos trabalhadores. Por este motivo, estão proibidos os trabalhos feitos em altura.

“Esse fato impossibilita a segurança dos trabalhadores da obra e, por isso, não podem subir em qualquer base. A montagem está liberada apenas se feita no solo”, comentou o auditor fiscal do MTE, Carlos Reges.

A obra foi embargada e interditada na semana passada após vistoria do Ministério. Foram averiguadas ausências de extintor de incêndio, instalação elétrica e Equipamento de Proteção Individual (EPI), a exemplo de máscaras, botas e protetores auriculares.

Carlos Reges informou que estes problemas foram solucionados, mas ainda está esperando a resolução das demais questões. “Estamos de plantão aguardando solicitação de vistoria por parte da empresa e quando isto for feito, visitaremos a obra novamente e veremos se é possível retomar o serviço”, acrescentou.

Com isso, os barraqueiros terão um atraso de pelo menos quatro dias para iniciar os trabalhos. O prefeito Romero Rodrigues, que esteve ontem no Parque do Povo, informou que acredita na compreensão de todos para que seja realizado dentro de um prazo mais apertado.“Nós já estamos entregando o documento e na sexta-feira vamos liberar para os barraqueiros terem acesso ao local de trabalho. Vai ter tempo suficiente para montar, com um pequeno atraso”, comentou o prefeito.

Romero Rodrigues ainda afirmou que as solicitações feitas não eram de conhecimento até mesmo de profissionais acostumados com obras. Apesar disso, segundo ele, as recomendações foram “vistas com satisfação e alegria”. “Eles pediram uma certidão que o Corpo de Bombeiros sequer tinha experiência nesse tipo de licença no que foi demandado, questões elétricas. Esse tipo de acidente nesse tempo todo nunca houve, mas ninguém vai entrar em conflito. A gente quer que o Ministério continue presente para garantir a segurança das pessoas”, declarou.

A empresa Medow Promo, responsável pela realização do Maior São João do Mundo, informou que ontem procurou o MTE e solicitou nova vistoria. A assessoria de imprensa da empresa declarou que está esperando a marcação da inspeção.

A entrega das barracas foi feita em um evento na última segunda-feira, no Teatro Municipal Severino Cabral, mas na prática precisou ser adiada.

Relacionadas