quarta, 20 de janeiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Mariano Marovatto reúne canções folclóricas em ‘Selvagem’

André Luiz Maia / 01 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação
Um som rústico, quase rudimentar, mas de sofisticação que espanta a quem está acostumado a menosprezar música popular e tradicional. Em Selvagem, o músico, poeta e pesquisador Mariano Marovatto apresenta canções folclóricas brasileiras e portuguesas que não estão mais no imaginário coletivo da população, descobertas por ele durante pesquisas sobre Modernismo. Mas, antes que qualquer um use a palavra, ele refuta: não se trata de um resgate.

O que Marovatto defende é que o disco se trata de uma rebeldia. “Porque essas canções escolhidas fogem do controle musical dos grandes centros, da grande mídia, do passado musical do Brasil e de Portugal conhecido. Só não foram esquecidas porque a força da música popular de fato atravessa qualquer barreira, social, política, geográfica, histórica”, comentou o músico, em material de divulgação do álbum.

A produção é crua. Uma guitarra sem efeitos tocada por Pedro Sá faz a cama sonora para a voz de Marovatto. Com base em pesquisas de etnomusicólogos, ainda na década de 1930, ele teve acesso a um grande acervo de canções folclóricas.

Já as canções portuguesas foram encontradas através dos registros feitos por Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça, nos anos 1970, e mais recentemente, de Max Peter Baumann e Tiago de Oliveira Pinto.

Uma das músicas do disco, “Casinha de Bambuê”, é uma cantiga de roda registrada por etnomusicólogos no interior da Paraíba, mais precisamente em Patos, apresentada por uma dúzia de meninas de uma fazenda. A melodia é similar a do jogral “Marcha soldado”.

Relacionadas