segunda, 20 de novembro de 2017
Geral
Compartilhar:

‘Liga da Justiça’ estreia nesta quarta nos cinemas

Renato Félix / 15 de novembro de 2017
Foto: Divulgação
Um filme como Liga da Justiça (2017), que estreia nesta quarta-feira (15) no Brasil, já atrairia as atenções naturalmente. Afinal, se trata da primeira versão para o cinema do maior supergrupo DC. Mas o filme também tem a missão de não repetir a inundação de críticas negativas de Batman vs. Superman – A Origem da Justiça (2016, também de Zack Snyder) e Esquadrão Suicida (2016) e se aproximar mais dos elogios de Mulher-Maravilha (2017).

Os trailers já mostravam uma orientação menos soturna e pesada, o que foi motivo de críticas nos filmes anteriores. Mas, se seria a redenção do diretor Zack Snyder, ficará incerto. O diretor se afastou do filme após o suicídio de uma de suas filhas. Foi substituído na reta final por Joss Whedon, que, na área, dirigiu os dois Vingadores, da concorrente Marvel. A assinatura ainda é só de Snyder, mas Whedon reescreveu parte do roteiro e refilmou cerca de 20% do filme, informou a imprensa americana.

Mistério sobre o Superman

A Liga da Justiça é um grupo caro à memória afetiva de mais de uma geração, graças não só aos quadrinhos, mas às séries animadas Superamigos, nos anos 1970 e 1980, e Liga da Justiça e Liga da Justiça Sem Limites, nos anos 2000. E inclui os três mais icônicos super-heróis: Super-Homem, Batman e Mulher-Maravilha.

O filme parte justamente da ausência do Super-Homem (Henry Cavill), que morreu no final de Batman vs. Superman. Com uma ameaça alienígena se avizinhando, Batman (Ben Affleck) e Mulher-Maravilha (Gal Gadot) procuram reunir outros seres superpoderosos que estão por aí: Flash (Ezra Miller), Aquaman (Jason Momoa) e Ciborgue (Ray Fisher).

Um monte de outros personagens conhecidos, coadjuvantes de todos esses heróis, também aparecem no filme – do comissário Gordon (J.K. Simmons) e Lois Lane (Amy Adams) a Mera (Amber Heard), esposa do Aquaman.

A publicidade do filme procurou fazer mistério sobre o retorno do Super-Homem, mas sua participação já era óbvia desde o final do filme anterior. A questão é como ela acontecerá e a partir de que momento do filme. E se tudo vai, enfim, funcionar.

Relacionadas