quarta, 22 de novembro de 2017
Geral
Compartilhar:

Lei não funciona e donos de bicicletas ficam no prejuízo

Bruna Vieira / 23 de outubro de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
Mais de três meses depois de sancionada, a lei que criou o Sistema Estadual de Prevenção ao Roubo, Furto e Comércio Ilegal de Bicicletas, ainda não está sendo aplicada. A assessoria do deputado Ricardo Barbosa, autor da lei, disse que a execução cabe ao Ministério Público, que afirmou que o Executivo é o órgão responsável para fazer a lei funcionar.

A Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) não informou como nem quando a legislação será cumprida. Segundo a lei, a Seds é o órgão competente para administrar e manter um banco de dados de acesso público, de bicicletas roubadas e recuperadas, além de divulgar estatísticas. O proprietário deve manter em seu poder a nota fiscal, contendo o número de série da bicicleta, utilizado para identificar o equipamento.

Falta sair do papel. O organizador do Pedal Jampa, André Nascimento, cobra a aplicação da lei e a segurança dos praticantes. “A Seds não está fazendo nada e o deputado não disse como vai fazer esse sistema. Dez bicicletas foram roubadas nas últimas três semanas. No domingo foram três em Mangabeira e até agora ninguém foi preso. Ninguém sabe para onde estão levando. É quadrilha organizada, pois eles escolhem as mais caras, sabem o que estão fazendo”, desabafou.

Prejuízo e trauma. “Vou passar uns seis meses para comprar outra, minha noiva. Foi dentro da mata, senti muito medo”, disse uma das vítimas do roubo no último domingo, que não quis se identificar.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas