quarta, 27 de janeiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Justiça sentencia que FPF-PB e CBF reincidam o contrato de Marcelinho com o Treze e volte para o Inter

Marques de Souza / 28 de março de 2017
Foto: Divulgação
A novela “Marcelinho Paraíba x Inter de Lages” ganhou um episódio importante na manhã de ontem. Em uma decisão publicada pelo desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, do 13º Tribunal Regional do Trabalho, Marcelinho Paraíba voltou a ser, de maneira legal, jogador do Inter. E precisa, ao menos em tese, se reapresentar ao clube de Santa Catarina.

Na decisão, a determinação do desembargador é de que a Federação Paraibana de Futebol (FPF) e a CBF rescindam o contrato do atleta com o Treze, e que a Federação Catarinense de Futebol (FCF) faça novamente o registro do meia como jogador do Internacional.

A decisão de ontem reforma a anterior, da juíza Maria Íris Diógenes Bezerra, da 4ª Vara do Trabalho de Campina Grande. Ela se declarou incompetente para julgar a ação em que o jogador pedia a rescisão de contrato com o seu ex-clube, enviando para alguma vara do trabalho de Lages e revogando a limitar que possibilitava o contrato de Marcelinho com o Treze.

A decisão, no entanto, não é imediata. É nisso que a defesa do atleta está trabalhando. O advogado de Marcelinho Paraíba, Rodolfo Gaudêncio, afirmou que o processo “está em fase de recurso”. O assunto é tratado com cuidado pelo clube. O meia é titular desde que chegou à equipe, e faz parte dos planos da comissão técnica, pelo menos até os próximos meses, já que o clube está focado na disputa do Campeonato Paraibano.

Relacionadas