domingo, 15 de setembro de 2019
História
Compartilhar:

Governador com herdeiros políticos é minoria na Paraíba

Adelson Barbosa dos Santos / 04 de dezembro de 2016
Foto: Arquivo
Entre os anos de 1947 a 2016, o Estado da Paraíba teve  22 governadores que exerceram mandatos entre oito meses e quatro anos. Alguns como Pedro Gondim, Tarcísio Burity, José Maranhão, Cássio Cunha Lima e Ricardo Coutinho, governaram a Paraíba mais de uma vez. Maranhão foi o único a governar o Estado três vezes.

Em quase 70 anos, apenas seis governadores deixaram herdeiros familiares na política até hoje. São eles: Pedro Moreno Gondim, João Agripino de Vasconcelos Maia Filho, Ronaldo José da Cunha Lima, Antônio Roberto de Sousa Paulino, Cássio Rodrigues da Cunha Lima e José Targino Maranhão.

Pedro Gondim foi vice-governador, governador interino entre 4 de janeiro de 1958 e 18 de março de 1960 (em função de licença de Flávio Ribeiro para tratamento de saúde) e governador entre 31 de janeiro de 1961 e 31 de janeiro de 1966.

Deixou a filha, Nilda Gondim (ex-deputada federal e atual suplente de senadora), e os netos Vital do Rêgo (ex-senador e atual ministro do Tribunal de Contas da União) e Veneziano Vital do Rêgo (deputado federal).

Quando esteve no poder, ainda arrastou para a política o sobrinho, Domício Gondim Barreto (senador), e o genro, Antônio Vital do Rêgo (deputado federal).

João Agripino Filho foi governador entre 31 de março de 1966 e 15 de março de 1971. Deixou dois filhos na política: João Agripino de Vasconcelos Maia e Gervásio Bonavides Mariz Maia, além do primo, Antônio Mariz, que foi deputado federal, governador e senador. O 1º filho foi deputado federal .

O segundo foi deputado estadual, presidente da Assembleia e candidato a vice-governador em 2002 na chapa de Roberto Paulino. Gervásio morreu e foi sucedido pelo atual deputado estadual e presidente eleito da Assembleia Legislativa, Gervásio Filho, que pode ser candidato a deputado federal em 2018 ou a governador seguindo os passos do avô.

Ronaldo Cunha Lima foi vereador, prefeito de Campina Grande, deputado estadual, deputado federal, senador e governador. Teve irmão na política: o ex-senador Ivandro Cunha Lima. Introduziu o filho mais velho, Cássio Cunha Lima, na política logo cedo. Cássio foi prefeito de Campina Grande, deputado federal, governador e hoje é senador.

Além de Pedro, Cássio tem outros parentes da política, a exemplo de Bruno, seu primo e neto de Ivandro Cunha Lima, seu irmão, Ronaldo Filho, hoje vice-prefeito de Campina Grande; seu primo, Romero Rodrigues, hoje prefeito, entre outros.

Leia Mais

Relacionadas