quarta, 20 de janeiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Grupo potiguar Clowns de Shakespeare apresenta o espetáculo ‘Abrazo’

André Luiz Maia / 18 de abril de 2017
Foto: Divulgação
Depois de uma apresentação no sábado em João Pessoa, a companhia Clowns de Shakespeare leva a Campina Grande o espetáculo Abrazo, dentro da programação do Palco Giratório.

A história do espetáculo é baseada na obra de Eduardo Galeano, O Livro dos Abraços, parte de uma trilogia criada pelo grupo com o intuito de trabalhar obras de autores da América Latinal, composta pelas peças Nuestra Señora de las Nubes e Dois Amores e Um Bicho.

Em Abrazo, o grupo potiguar aborda o tema das ditaduras militares e os regimes opressores que dominaram os países do continente de uma forma lúdica, traduzindo-se em um espetáculo para todas as idades. “Essa ideia surgiu por um desejo de falar sobre a ditadura, política e assuntos cruéis, na época dos 50 anos do Golpe Militar no Brasil. Queríamos trabalhar com textos de escritores latinoamericanos, buscando fazer um trabalho sobre as ditaduras que dominaram os países do continente nesta época”, explicou Dudu Galvão, um dos atores de Abrazo, em entrevista concedida ao CORREIO.

A história é ambientada em um país fictício, no qual não é permitido abraços ou demonstrações de afeto. Os personagens atravessam um quadrado contando histórias de encontros, despedidas, opressão, exílio e até mesmo de liberdade.

O maior desafio do espetáculo foi transpor essa história sem o uso das palavras, apenas através de gestos e três telas verticais, que reproduzem animações. Para isso, o dramaturgo do grupo César Ferrario, fez uma espécie de roteiro, que orienta os atores através do argumento central da história e os auxilia na criação do gestual e das expressões faciais.

Relacionadas