quinta, 04 de março de 2021

Geral
Compartilhar:

Grupo Parahyba expõe criações de nove paraibanos na Première Vision Paris

Redação / 09 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
O grupo Parahyba vai participar da Premiére Vision, em Paris. O evento acontece de 15 a 17 e reúne os melhores fabricantes de fios, fibras, tecidos, malhas, acessórios, estúdios de design e bureau de tendência, selecionados segundo os critérios de qualidade e criatividade Première Vision. A edição de setembro, que apresenta tendências para o Outono/Inverno 2016-2017 parece mais dinâmica. Em 2014, a feira francesa foi visitada por mais de 60 mil pessoas de cerca de 120 países.

O evento é um espaço que apresenta aos expositores e visitantes referências para inspirar, preparar coleções, obter informações sobre tendências e realizar negócios.

O grupo Parahyba oferece na Première Vision Paris estampas, peças de vestuário, tecidos, fios de algodão colorido orgânico e acessórios. No grupo há criações de Alena Sá, Alex Brito, Camila Demori, Célia Araújo, Dyógenes Chaves, Francisca Vieira, Paula Tabosa, Romero Sousa e Thamires Pontes.

O artista visual e designer Dyógenes Chaves comemora a ampliação do estande, onde o carro-chefe são as estampas, mas que possibilita uma maior oferta de produtos. “São 300 estampas, entre elas, 120 inéditas, mas desta vez, temos também vestuário, tecidos e fios, genuinamente paraibanos e material promocional para uma melhor divulgação dos nossos produtos”. Para ele, ter mais espaço ajuda a reforçar que as criações do grupo Parahyba tem como marca a diversidade de tendências, linguagens e estilos. Para Dyógenes é sempre uma grande oportunidade participar da feira. “Visitar a capital mundial da Moda é algo raro na vida de um artista. E nos dá a possibilidade de avaliar o que produzimos no Brasil”, completa.

Francisca Vieira, da Natural Cotton Color, tem um mix de produtos para mostrar nesta edição. A estilista vai lançar novos tecidos de algodão colorido orgânico como moletom cardado, moletom felpado e canelado. “Vamos apresentar também algumas técnicas artesanais como capitonê sobre tecido e macramê produzido com fios de algodão colorido orgânico”, revela. Francisca também apresenta, pela primeira vez, impressão digital sobre malha de algodão colorido orgânico. A novidade é que os padrões das estampas são baseados na renda renascença e nas tramas do macramê – técnicas feitas à mão que sempre estão presentes nas roupas femininas que ela desenha e produz.

Para Romero Sousa, a participação acrescenta muito em seu trabalho como designer. “É importante interagir com o mercado para melhorar a oferta de produtos, por isso, a cada edição, a gente tenta se superar”, afirma. Romero aposta no sucesso de produtos inovadores. Além da criação de estampas, este ano o designer leva para a Première Vision Paris uma coleção de camisetas masculinas em algodão colorido orgânico, impressas à mão em silkscreen com tinta elaborada à base de ingredientes vegetais. “É muito importante aumentar a carteira de clientes, principalmente para a linha ecológica. Temos boas expectativas com a coleção ‘Organic Rupestre’”, revela.

 

Relacionadas