quarta, 25 de novembro de 2020

Estilo
Compartilhar:

Uma das maiores referências em moda do Brasil agora é do Correio

Redação / 01 de fevereiro de 2016
Foto: Divulgação
Cris Guerra - um das grandes referências da moda brasileira - é nossa! Isso mesmo! Ela estreia coluna  na 98 FM, rádio líder de audiência na Paraíba com dicas de moda e comportamento.. "Estou muito feliz com a estreia na 98FM e muito grata pela oportunidade. É um desafio delicioso falar para um público grande, numa rádio com esse alcance todo. Vai ser um aprendizado também. Quanto mais heterogêneo é o público com o qual a gente fala, mais a gente aprende", revela.




Cris Guerra lançou o primeiro blog de looks diários que foi um grande sucesso visto por milhares de mulheres e homens todos os dias. "Não foi planejado. Um dia cheguei no trabalho com uma roupa que achei muito legal. Era uma sobreposição. Uma camisa por baixo de um vestido jeans, que por sua vez vinha por cima de uma meia-calça tipo legging. Achei legal e resolvi fotografar, na entrada da agência, que tinha uma luz natural vindo da janela. Fotografei e imediatamente postei num novo blog, que chamei de "Hoje vou assim". A ideia era fotografar todo dia a produção que eu havia escolhido para ir trabalhar, sem legenda. Um post por dia, um look real por dia. Um editorial de moda da vida real. Eu estava fazendo, sem saber, o primeiro blog de looks do dia do Brasil.




Receita 


De acordo com Cris não existe receita para se vestir bem, mas um ponto de partida. "E esse ponto de partida é o autoconhecimento. Mas o divertido disso é que a própria roupa pode ser instrumento para se conhecer. A maneira como me vejo hoje e a minha autoestima são o resultado, em grande parte, do meu relacionamento com a moda". ressalta.


"Acho que o processo de aprender a se vestir bem é muito particular, e não acredito que exista o certo e o errado. Quem vai dizer se você errou é você mesma. Eu olho para o primeiro look que fiz no Hoje vou assim e acho horrível. Posso considerar um erro? Sim, mas eu costumo dizer que errar a roupa não é um problema.  Errar a roupa não é o fim do mundo. Acho que vestir-se bem é se sentir bem dentro do que você veste. E que quanto melhor uma pessoa se sente em sua própria pele, maior é a probabilidade de ela aprender a se vestir bem. Não é um processo rápido. É um caminho, uma conquista. Hoje sinto que me visto melhor. Ao longo do tempo fui apurando, por me conhecer melhor. E a gente muda com o tempo. É claro que sempre devemos considerar o ambiente externo. Eu me visto para mim, mas respeito os outros, as pessoas que vão me ver – somos seres sociais. Considero o outro parte do processo. Mas tem gente que se veste só para o outro e aí está um grande erro. Não existe receita para se vestir bem, mas a receita para se vestir mal é pensar mais no outro do que em si mesmo e, o pior: usar a roupa para parecer outra pessoa, e não para gostar mais de ser você mesmo.

Relacionadas