quinta, 19 de setembro de 2019
Estilo
Compartilhar:

Poeticidade nos acessórios dá a tônica da segunda noite no Minas Trend

Clóvis Roberto / 05 de outubro de 2017
Foto: Divulgação/ Chokler
O estilista Ronaldo Silvestre criou uma coleção de acessórios exclusivos para a coleção Organic: Yara do Coletivo 31 que foram apresentados nessa quarta-feira (4) durante a segunda noite de desfiles do Minas Trend, evento que acontece no Expominas, em Belo Horizonte e é promovido pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Feimg). Já a marca Chocker apostou numa coleção Outono/Inverno 2018 revistando os papeis de carta da japonesa Mira Fujita, que fizeram muito sucesso nos anos 80.

No desfile Ronaldo Silvestre + Coletivo 31, os acessórios uniram formas orgânicas desenhadas pela própria natureza, onde traços marcantes e design moderno completam a poesia. Nas peças, a presença da sustentabilidade e da mineiridade, através dos traços criados pelo estilista, que incorporou materiais orgânicos com banhos em metais nobres e fino acabamento, expondo versatilidade na criação de joias. Os acessórios casam perfeitamente com as roupas Organic: Yara do Coletivo 31. O rio se faz poesia em roupa, em jeans, em tons suaves.

Em outro desfile da noite, a grife Chocker apresentou a Coleção Outono/Inverno 2018 L´Amore di Pierrot. Com uma cartela de cores ao mesmo tempo sombria e luminosa, a marca trabalha com cores off white, preto, grafite, azul acinzentado, salmão, bege, azul intenso, carne. Os plissados, texturas icônicas da marca, estão presentes. As roupas trazem ainda vazados no corte a laser, bordados eletrônicos e mix de tecidos.

A Chocker explora na coleção um remix do vestuário das décadas de 20, 50 e 80. Na passarela, as peças visitam novamente os anos oitenta com saias midis evasé volumosas, alfaiataria dramática, vestidos lânguidos no estilo lingerie, mangas bufantes, calças pantalonas, macacões, casaquetes e vestidos longos e midis vaporosos.

Moletons, camisas e saias e camisarias luxuosas também estão na passarela. A coleção ainda traz bolsas em couro e tecidos, além de mules e slider personalizados. A grife brinca com tecidos fluídos e estruturados na cartela têxtil, em crepe silk, transparências, veludos, tules, rendas, Jersey plissado, couros tecnológicos, fur fantasy, moletom e lã.


Relacionadas