segunda, 24 de junho de 2019
Estilo
Compartilhar:

Cultura aborígene, biquínis pequeninos e pedrarias na SPFW

Lílian Moraes, direto de São Paulo / 30 de agosto de 2017
Foto: Divulgação
Babados, cinturas marcadas, a cultura aborígene e  uma praia elegante deram o tom ao terceiro dia da São Paulo Fashion Week que está sendo realizada no Prédio da Bienal, na capital paulista. Nessa terça-feira (29) desfilaram Vanessa Moe, Lenny, PatBo, Two Denin, Água de Coco  e a LAB.

A Lenny se inspirou no misticismo, com referência as às artistas plástica Hilma Af Klint e Emma Kunz, pioneiras no abstracionismo geométrico, que aparecem estampando maiôs e decorando o trabalho de tear de fios pintados e modelados a mão. Na passarela da estilista Lenny Niemeyer, biquínis pequeninos, maiôs, bodies  e vestidos para depois da praia ou para desfilar na piscina ou navios.  Uma das novidades da coleção é o degradê de cores nas peças como vestidos e blusas.

Em sua estreia no SPFW N44, a estilista Vanessa Moe apresenta a coleção “Circles”, que conta a história da cultura Aborígene australiana, uma das mais ricas e antigas do mundo. Esses indígenas, que ocuparam as terras da Austrália há mais de 65 mil anos, sofreram séculos nas mãos de colonizadores e hoje são uma minoria que luta para preservar sua cultura e conquistar igualdade. Essa história vai ser contada por meio de 12 looks de alta costura que trazem referências da arte e da cultura dos povos Aborígenes. Um destaque à parte é o casting do desfile, composto integralmente por modelos de origem Aborígene e que desfilam pela primeira vez no Brasil.  Alguns looks possuem penas ecológicas, colhidas quando caem naturalmente das aves. A paleta de cores passeia pelo branco, preto e vermelho, cores que são muito fortes nas pinturas corporais e na arte Aborígene, que até hoje são os principais meios de expressão cultural e inspiram alguns vestidos, muitos deles com comprimento mais longo e silhueta em A.

A PatBo , da estilista Patrícia Bonaldi, teve como ponto de partida um mergulho em uma praia tropical vintage com bossa surrealista e trouxe para a passarela da SPFW babados, cinturas marcadas, estampas  e muitas listras e quadriculados em tons adocicados e alegres como rosas, amarelos, azuis, vermelhos sempre misturados com branco. Na passarela da PatBo, os comprimentos vão do míni ao mídi passando pelo longo.

Patrícia Bonaldi também traz um jeans elegante com bordados, patches e pedrarias.

A Two Denim trouxe uma coleção recheada de calças, saias, vestidos e jaquetas em denim e muitas camisas brancas com muitos babados.

Nesta quarta-feira acontecem 10 desfiles começando com a Animale, Glória Coelho, Ronaldo Fraga,Amir Slama, Lino Villaventura, Cotton Project, Sissa e Sebrae com cinco novos estilistas.

Relacionadas