quinta, 19 de outubro de 2017
Estilo
Compartilhar:

Além de ser gostoso, chocolate pode ter outras qualidades, como proteger o coração

Redação com assessoria / 25 de março de 2016
Foto: Divulgação
Na Páscoa, chocolate vira epidemia.  Em formato de ovos, coelhinhos ou ingênuos bombons, toneladas do doce terão sido consumidas neste período. Não sem “mais um pedacinho” de culpa por parte dos gulosos. Mas isso está mudando. Estudos científicos começam a reabilitar o velho’ tchocoatl’ dos índios astecas. E destacam suas qualidades nutricionais. O chocolate é uma boa fonte de energia e pode até funcionar como estimulante do sistema nervoso central.

Além de delicioso o chocolate é um alimento que protege o coração e os vasos sanguíneos da aterosclerose. O principal componente benéfico são os chamados flavonóides. Segundo a nutricionista Neide Fernandes, essas substâncias atuam como antioxidantes, evitando a formação de radicais livres que atacam a parede das artérias.

O chocolate é um produto de alto teor de carboidrato principalmente a sacarose e é rico em gorduras. Destas 35% são provenientes de ácido oléico (monoinsaturado ou seja que é bom para o organismo). 35% de ácido esteárico; 25% de ácido palmítico; ambos são saturados e 5% de outros ácidos graxos. O ácido estereático, embora saturado, não eleva os níveis de colesterol no sangue. O ácido oléico reduz levemente o colesterol, enquanto o ácido palmítico tem o poder de elevar o colesterol.

Contudo, é preciso moderação. "Os flavonóides estão presentes em maior concentração nas uvas e nos vegetais, e a ação protetora do chocolate parece ser discreta", explica. Ao se exagerar na dose, os efeitos negativos podem pesar mais – literalmente. Uma única barra chega a conter um quarto de todas as calorias que precisamos consumir no dia.

Não se engane, porém. A versão saudável do chocolate é a meio-amarga. Por conter mais cacau, a concentração de flavonóides é maior. Sem tanto açúcar nem leite, ingerem-se menos calorias pelo mesmo prazer. Assim, nada de comer seu ovo de Páscoa sentindo-se mal."Mesmo quem está em dieta para emagrecer pode substituir algum alimento pelo chocolate", ensina a especialista.

Relacionadas