quinta, 19 de setembro de 2019
Entrevista ao Correio
Compartilhar:

Dermatologia avança e tratamento para câncer de pele fica mais seguro

Lílian Morais / 15 de maio de 2016
Foto: Nalva Figueiredo
A médica Carla Gayoso diz que a dermatologia vive um momento muito feliz com os avanços da ciência como é o caso da tecnologia fotoquimioterapia, que permite tratar com segurança certos cânceres de pele. Carla Gayoso é doutora em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos pela UFPB (LTF), onde atua como professora e coordenadora do Ambulatório de Cosmiatria e Laser. A especialista, no entanto, não esconde o descontentamento com o custo da saúde no Brasil. Para ela, isso afasta a maioria dos brasileiros de tratamentos aos quais eles têm direito. Carla acredita que o país só terá suporte para atender bem ao seu povo se apoiar a nova geração médica.

A medicina vem avançando muito nos últimos anos. Quais os avanços da Ciência na área da Dermatologia?

A medicina, com o que a tecnologia proporciona atualmente, avança a passos largos. Neste contexto, a dermatologia é uma das especialidades que mais se destacam, com importantes  descobertas que mudam seu rumo, como ciência. Um dos grandes avanços na área é a fotoquimioterapia que permite tratar com segurança certos cânceres de pele, novas vias de entrega de medicamentos. Outros exemplos são os novos ativos que penetram de modo mais uniforme e profundo na pele, as máquinas que trabalham com luzes e energia, desde os lasers e seus subtipos, luzes pulsadas, radiofrequência fracionada para rejuvenescimento.

E o que uma mulher e um homem podem fazer para ter uma aparência jovem por mais tempo. Quais os recursos da Dermatologia para esse fim?

Aqui se entenda ficar bem, para a idade que tem. O básico seria usar um bom filtro solar e retinóides à noite. Também aconselho cremes e procedimentos estéticos como botox, lasers e luzes pulsadas realizados por um médico dermatologista que vão garantir uma pele linda saudável por mais tempo. Ainda recomendo uma vida equilibrada com trabalho, lazer, exercício e boa alimentação .

E o Botox continua sendo muito utilizado?

Sim, a toxina botulínica continua sendo um dos grandes instrumentos dermatológicos para rejuvenescimento como para o tratamento de algumas doenças. E hoje além dos pontos básicos conhecidos como testa e área dos olhos há os pontos avançados como face inferior e no colo.

Percebemos um crescimento de procedimentos invasivos sendo realizados por pessoas que não são dermatologistas da SBD? Como a senhora avalia essa situação?

É importante que procedimentos invasivos como injeções, lasers, luzes pulsadas, microagulhamentos  (no caso do dermatologista I.P.C.A). O profissional mais habilitado para fazer esse tipo de intervenção continua a ser o dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. No momento de crise político-econômico-social que estamos vivendo algumas instituições aproveitam-se da Lei do Ato Médico que ainda não foi completamente sedimentada o que dá margens a várias interpretações. Com isso quem sofrem é sempre o paciente. E muitos estão sendo feridos.

Com os recursos da cosmetologia a gente pode dizer, que hoje, só é feio quem quer?

O conceito do que é feio e do que é bonito é muito pessoal e varia de acordo com a época. Pode- se dizer que se a pessoa quer ficar melhor, a dermatologia com certeza dará suporte através dos procedimentos estéticos e cremes sempre com muito critério.

O câncer de pele não melanoma é o segundo mais comum entre os homens na Paraíba, são 910 casos novos a cada ano, segundo estimativas do Inca. Como podemos evitar isso?

O câncer de pele não melanoma, é o mais frequente entre todos os tipos de malignidades do nosso país. E é mais causado por radiações solares. Daí, a prevenção adequada é feita com chapéus, filtros e roupas apropriadas



Quais os tipos de câncer de pele? Todos tem cura? O diagnóstico precoce ajuda?

Na nossa região, os cânceres mais frequentes são os carcinomas – tanto o basocelular como o espinocelular. E o diagnóstico precoce é essencial . O primeiro quase sempre é curável. O Carcinoma espinocelular depende, já que pode dar metástases e dificultar a cura.

Qual a hora de procurar um dermatologista em caso de descobrir um sinal?

A população hoje está mais alerta. Qualquer sinal que coce, sangre, doa ou aumente rapidamente de tamanho, deve ser mostrada a um dermatologista.

Até que horas as pessoas (crianças e adultos) podem pegar sol?

O sol é essencial à vida- mas em exposição adequada. Adultos, crianças, devem evitar os horários de mais incidência de radiação UVB, das 10h às 15 horas.

Na sua opinião como está a saúde no Brasil?

Saúde é um direito básico de todos. Para quem pode arcar com custos, nosso país não fica atrás de nenhum outro. Infelizmente quem não tem condições financeiras sofre com as filas de exames, tratamentos e procedimentos.

carla

 

Hoje, Carla Gayoso é uma das mais respeitadas dermatologistas no Estado. O que mais lhe fascina no seu trabalho?

Escolhi medicina porque queria ajudar os outros. Ainda penso assim. Claro que é disto que vivo, mas só quem faz, sabe como é compensador melhorar a vida de alguém.

Relacionadas