sexta, 26 de fevereiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Energia pode subir 13,4% segundo a Aneel

Redação / 31 de maio de 2017
Foto: Reprodução
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) começou a analisar nesta terça-feira (30) o percentual de reajuste anual das tarifas de energia para os consumidores da Energisa Paraíba.

A proposta que será analisada durante uma audiência pública até o dia 10 de julho é de um reajuste de 13,42% para setor residencial e de 14,55% para a indústria. Terminado o prazo da audiência, onde os consumidores poderão opinar, o reajuste definido passará a valor a partir do dia 28 de agosto.

Os percentuais de reajuste - a qual a Agência trata como “aprimoramento da Quarta Revisão Tarifária Periódica da Energisa Paraíba (EPB) -, são submetidos à audiência. Essa revisão tarifária está prevista nos contratos de concessão, segundo a Aneel, é tem por objetivo “obter o equilíbrio das tarifas com base na remuneração dos investimentos das empresas voltados para a prestação dos serviços de distribuição e a cobertura de despesas efetivamente reconhecidas”.

Além de analisar o percentual de reajuste, a audiência também discutirá a qualidade do serviço e os limites dos indicadores de continuidade dos conjuntos da Energisa Paraíba estipulados para o período de 2018 a 2021.

Os únicos municípios que não são atendidos pela Energisa Paraíba são Campina Grande, Boa Vista, Queimadas, Fagundes, Massaranduba e Lagoa Seca - que são atendidos pela Energisa Borborema, que já teve reajuste em fevereiro.

Relacionadas