domingo, 09 de maio de 2021

Geral
Compartilhar:

‘Emprego de letras’ é o título do novo artigo do professor Trindade

João Trindade / 18 de novembro de 2018
Foto: Arquivo
Não há regras rígidas para se escrever corretamente. O remédio é LER muito, com atenção, e fazer exercícios. A seguir, algumas orientações:

1. Emprego do J

A letra J é usada, entre outros, nos seguintes casos:

- Nas formas derivadas de palavras terminadas em JA.

Ex.: Lojista (loja); gorjeta (gorja = garganta).

- Em todas as formas dos verbos terminados em JA.

Ex.: enferrujar: enferrujem, enferrujei.

ATENÇÃO

- Viagem (substantivo): A viagem foi boa.

- Viajem (verbo): espero que vocês viajem bem.

2. Emprego da letra S



A letra S é usada:

- Em todas as formas dos verbos querer e pôr (e derivados): quis; pus; quisesse;

quiseram; compuseram; propuser.

- No sufixo ÊS, indicando origem, procedência: Chinês; camponês: burguês.

- Em geral, depois de ditongo: Coisa, causa.

- Nos sufixos ESA e ISA formadores de femininos: Duquesa; poetisa; princesa.

- Nos verbos terminados em ISAR, derivados de palavras que já têm a letra S no fim do

radical: Frisar (friso); paralisar (paralisia); pisar (piso).

3. Emprego do Z



A letra Z é usada:

- Nos substantivos ABSTRATOS femininos, derivados de ADJETIVOS.

Ex.: Rapidez (rápido); sensatez (sensato); beleza (belo); leveza (leve).

- Nos verbos terminados em IZAR, derivados das palavras que não têm o S no final do

radical.

Ex.: Atual (atualizar); dinâmico (dinamizar).

4. Emprego da letra X

Usa-se o X:

- Em geral, depois de ditongo: Faixa, ameixa.

EXCEÇÃO: a palavra caucho e derivados: Recauchutar; recauchutagem.

- Em geral, depois da sílaba inicial EN

Ex.: Enxame; enxó; enxurrada; enxugar.

EXCEÇÕES

- Encharcar (de charco); encher, enchente (de cheio); enchumaçar (de chumaço); enchova (nome de um peixe).

5. Emprego de MAL e MAU



Na prática, MAL se opõe a bem e MAU se opõe a bom:

O rapaz jogou MAL (não jogou bem).

O rapaz é MAU jogador (não é bom jogador).

Relacionadas