Acesso

Geral
Compartilhar:

Dupla é presa acusada de vender atestados médicos falsos em João Pessoa

Redação com Assessoria / 19 de abril de 2017
Foto: Assessoria
Polícia Civil da Paraíba, desarticulou, na manhã desta quarta-feira (19), uma associação criminosa que atuava há pelo menos seis meses em todo o estado, vendendo atestados médicos falsos em redes sociais.

Os suspeitos negociavam os atestados por valores médios de R$30 a R$50, a depender do número de dias e da enfermidade pleiteada. A Polícia começou a investigar a atuação da quadrilha há aproximadamente 20 dias, conseguindo identificar cinco suspeitos na cidade de João Pessoa. A investigação concentrou-se inicialmente no monitoramento de três suspeitos, descobrindo que seria realizada a entrega de um atestado médico falso nesta semana.

Na ocasião, foi preso o suspeito Wolgran Andrade Lima (25) anos. O suspeito é funcionário da Prefeitura de João Pessoa e responsável pela negociação de atestados, conseguindo “clientes” para a associação. No momento de sua prisão, Wolgran indicou a atuação de outro suspeito, Everton Melquiades de Araujo (26), preso logo em seguida. Everton trabalha como representante comercial e foi apontado como um dos responsáveis pela fabricação dos atestados médicos, contando com a participação de outro suspeito, responsável pela subtração de folhas de atestado médico em branco e de carimbos de médicos, utilizados na fabricação dos atestados.

A polícia conseguiu identificar outros suspeitos, integrantes da associação criminosa, e terá como objetivo a localização e prisão de todos os envolvidos.

Relacionadas