terça, 16 de julho de 2019
Geral
Compartilhar:

Diogo Portugal aproveita show na Capital para gravar programa sobre a cidade

André Luiz Maia / 18 de agosto de 2018
Foto: Divulgação
Veterano na arte do riso, Diogo Portugal gosta de conhecer a fundo os locais que visita para se apresentar. Aproveitando sua passagem por João Pessoa para fazer o show Antes Que Eu Me Esqueça!, ele fará gravações para seu programa Portugal Descobrindo o Brasil, do seu canal do YouTube.

“Já fiz doze capitais brasileiras e quero aproveitar minha passagem por João Pessoa para saber sobre curiosidades e peculiaridades”, afirma Diogo, em entrevista ao CORREIO.

O comediante só esteve na capital pessoense uma única vez, para apresentar o espetáculo Hã?. De lá para cá, ele afirma ter bastante coisa para mostrar. Antes Que Eu Me Esqueça! surge com base na própria vida de Diogo, que afirma ser muito esquecido. “Eu sou mesmo muito esquecido. Tem três histórias que eu conto durante o show que o público acha que é mentira”, afirma o comediante.

Uma de suas características é assimilar aspectos da cidade em que está apresentando e inserir em seu texto. “Eu pego as referências, as expressões, os lugares, para incluir no meu show. Isso acabou gerando um bloco dentro do show, chamado Stand-Up City”, explica. Ele também abre o microfone para quem quiser fazer alguma reclamação ou elogio à cidade, uma maneira de integrar o público à performance.

Claro que não podem faltar aspectos do dia a dia. “Nesse show eu falo muito sobre esse momento da minha vida, o que eu vejo que acontece quando você passa dos 40 anos. Falo sobre exame de próstata, casamento, dos filhos”, elenca Diogo Portugal.

Pioneiro do gênero

Shows de piadas “de cara limpa” não eram exatamente inéditos no Brasil na época em que o curitibano Diogo Portugal começou. Chico Anysio já fazia alguns espetáculos neste modelo, mas não havia uma formatação específica deste modelo. O stand-up acabou sendo uma novidade refrescante para a comédia nacional.

“Eu fazia uma peça de personagens no início da carreira. Só depois de começar a ver o seriado Seinfeld que eu passei a investir nesse gênero”, lembra Diogo. De lá para cá, são mais de 20 anos de carreira, servindo de referência para as gerações que vieram depois.

Diogo é humilde e gosta de reforçar a importância dos mais novos para seu trabalho. “Eu aprendo muito com essa nova geração de comediantes. Criei um festival chamado Risorama que tem o objetivo de revelar novos talentos”, explica.

Ele afirma que seu processo criativo não tem muitos segredos. “O stand-up está em você, está nas situações do cotidiano. Você pode falar do Trump, das eleições brasileiras. Fábio Assunção bateu o carro? Polêmica. Tudo isso acaba entrando em texto de stand-up”, ressalta.

"ANTES QUE EU ME ESQUEÇA!"

Neste sábado, às 20h.

Teatro Paulo Pontes (Espaço Cultural. R. Abdias Gomes do Nascimento, 800, Tambauzinho, João Pessoa.

Ingressos: R$ 80 (inteira, na bilheteria), R$ 70 (inteira, antecipado), R$ 40 (meia, na bilheteria) e R$ 35 (meia, antecipado)

Relacionadas