segunda, 12 de abril de 2021

Geral
Compartilhar:

Crianças lideram atendimentos a vítimas de quedas no Hospital de Trauma de João Pessoa

Redação com Assessoria / 03 de fevereiro de 2017
Foto: Diego Nóbrega
Um balanço registrado pelo Hospital de Emergência e Trauma Humberto Lucena contatou que, em 2016, foram registrados 12 mil casos de quedas, e 33% desse número foram de crianças de 0 a 9 anos. Além disso, o número geral de entradas de pacientes decorrentes de quedas aumentou 16% em relação a 2015, que registrou apenas 10.294 casos.

A médica pediatra Giovane Freitas alerta os pais para cuidados com as crianças logo após o acidente. “A criança ao cair precisa ser acompanhada pelos responsáveis, pois se ela apresentar sinais de alerta, como sonolência, desmaio, vômito e convulsão, deve ser imediatamente levada ao socorro médico.”, disse.

A maioria dos acidentes ocorre por distração dos próprios pais, que deixam os filhos sozinhos por poucos minutos que acabam sendo suficientes para a criança se machucar de alguma forma. De acordo com a pediatra, algumas ações preventivas podem ser tomadas, como por exemplo levar as crianças para brincar em locais seguros e livres de estruturas muito altas, instalar grades e redes de proteção nas janelas, utilizar equipamento de segurança adequado para prática de esportes de risco como patins e skate, dentre outras.

Cuidado especial com bebês

Ainda existe uma dica fundamental para evitar quedas em recém-nascidos. A médica pediatra aconselha os pais a segurarem os bebês com as duas mãos na hora de trocar a frauda, redobrar a atenção nesse momento e em hipótese alguma deixar as crianças sozinhas em mesas e camas.

Bairros com mais ocorrências

O balanço ainda registrou que os bairros onde mais crianças foram vítimas de quedas foram o Valentina Figueiredo, com 443 casos registrados, e Mandacaru, com 330 crianças acidentadas.

Relacionadas