domingo, 09 de maio de 2021

Geral
Compartilhar:

Confira as questões do simulado Correio Concurso desta semana

Redação / 21 de outubro de 2018
Foto: Ilustração Correio
Texto I – itens de 1 a 6 e 12

1 A situação confusa e complexa dos habitantes do

Brasil durante os dois primeiros séculos do período colonial

propiciava aos que empunhavam a pena abordar, com firmeza

4 e presunção, as questões relativas à identidade colonial da

região, à hierarquia fidalga dos poderosos e à liderança

político-econômica subalterna à metrópole. Identidade

7 nacional, hierarquia social e liderança político-econômica

iam sendo reconfiguradas e impostas pelos portuguesesabrasileirados

à medida que um projeto de nação, já no

10 terceiro século colonial, começava a iluminar as cabeças mais

revolucionárias, convencendo as elites (não tenhamos

ilusões) e, indiretamente, a população das cidades de maior

13 projeção econômica a dar o chute inicial no processo de

expulsão do colonizador metropolitano, o português, ou

qualquer outro povo invasor.

16 Nos casos levantados, a palavra escrita e os livros

(tanto o descritivo, quanto o ensaístico e o ficcional) servirão

como mecanismo de abordagem dos problemas, definição de

19 categorias de análise e estabelecimento de valores sociais,

políticos, econômicos e estéticos da nova terra e da sua gente.

Silviano Santiago. Introdução geral a intérpretes do Brasil. v. I. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2000, p. XVI (com adaptações).

Em relação às estruturas do texto I, julgue os itens que se seguem.

1 Pelas informações do texto, infere-se que a expressão “empunhavam a pena” (R.3) faz referência aos encarregados da lei e da justiça no período colonial, já que eram eles que agiam com firmeza e presunção para colocar ordem entre os habitantes.

2 A substituição da forma verbal “abordar” (R.3) pela correspondente no plural abordarem configura transgressão à norma culta escrita formal.

3 Mantêm-se a correção gramatical e as informações originais do trecho ao se substituir a expressão “à medida que” (R.9) por à proporção que.

4 Na linha 11, a substituição da vírgula e da forma verbal de gerúndio “convencendo” pela expressão e a convencer preserva a correção gramatical do período sem exigir outras alterações no texto.

5 Subentende-se da argumentação apresentada no texto que a expressão “casos levantados” (R.16) retoma e substitui as seguintes idéias anteriormente explicitadas: identidade nacional, hierarquia social e liderança político-econômica.

6 Pelos sentidos do texto, a forma verbal “servirão” (R.17) está no futuro do indicativo para indicar que a informação subseqüente a que se refere ainda não tinha acontecido no momento em que o ensaio foi produzido.

 Texto II – itens de 7 a 10 e 12

 1 O livro nos permite sempre escapar de nosso

contexto espaço-temporal imediato. Em nossos dias, a leitura

pressupõe uma transcendência sui generis, ou seja, a que

4 se dirige ao conjunto do gênero humano, em sua infinita

variedade. O homem, que hoje é possuidor de várias

identidades, aprende a ser judeu com Proust, católico com

7 Greene, irlandês com Joyce, colombiano com García

Márquez e, em cada um desses livros, pode fazer a

aprendizagem da alteridade, identificando-se, sucessiva ou

simultaneamente, 10 com cada personagem.

Sérgio Paulo Rouanet. Do fim da cultura ao fim do livro. In: Eduardo

Portella (org.). Reflexões sobre os caminhos do livro. São Paulo:

UNESCO-Moderna, 2003, p.76-7 (com adaptações).

Julgue os itens subseqüentes, relativos ao texto II.

7 Haveria transgressão das exigências da norma culta escrita se o primeiro período do texto apresentasse a seguinte redação: O livro sempre permite que escapemos de nosso

contexto espaço-temporal imediato.

8 Se a expressão “se dirige” (R.4) for substituída por é dirigida, preservam-se a correção gramatical, a coerência textual e as informações originais do texto.

9 Em “aprende a ser judeu” (R.6), a presença de preposição é exigida pela regência da forma verbal do infinitivo “ser”.

10 A expressão “a aprendizagem da alteridade” (R.8-9) diz respeito à idéia de compreensão da condição e da natureza do outro, do que é diferente.

Texto III – itens 11 e 12

 1 A cultura pode sobreviver, transformando-se em cultura universal. E o livro tem futuro, se renunciar a seu

papel de instância formadora de identidades coletivas,

4 homogênias, afim de transformar-se em um instrumento para

a constituição de identidades múltiplas, segundo a lógica do

processo de universalização.

Idem, ibidem (com adaptações).

Em relação ao texto III, julgue o item abaixo.

11 No trecho, há três erros de grafia de palavras e um erro de pontuação.

Com base nos textos I, II e III, julgue o item a seguir.

12 No texto II, ao afirmar que o homem de hoje tem várias identidades e, no texto III, que o livro deve renunciar ao seu papel de instância formadora de identidades coletivas, o autor propugna que a tarefa exercida pela palavra escrita e pelo livro no período de consolidação da identidade nacional está entrando em declínio na era da cultura universal, que é vivida neste momento.

Quanto à administração pública e à reforma do Estado contemporâneo, julgue os itens seguintes.

13 A “nova gestão pública” reconhece que os Estados democráticos contemporâneos têm atribuições que vão além da garantia da propriedade e dos contratos, devendo fortalecer-se para formular e implementar políticas públicas.

14 O Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado priorizava o planejamento estratégico das organizações públicas em vez da reestruturação organizacional.

15 Pelo proposto no Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado, órgãos com atribuição de fiscalização seriam considerados executores de atividades exclusivas de Estado e deveriam ser transformados em organizações sociais.

16 Uma das principais diferenças entre a administração pública burocrática e a administração pública gerencial reside nos mecanismos de controle. No primeiro caso a ênfase é no controle de procedimentos enquanto no segundo controlam-se os resultados.

17 É correto afirmar que as agências reguladoras enquadram-se, pelas suas atribuições e características, no setor implementador de “atividades exclusivas de Estado”, como

um tipo de agência executiva.

18 A burocracia patrimonialista era o modelo clássico de administração presente nas monarquias européias do século XIX.

19 Formas de ingresso e promoção no serviço público baseadas em princípios meritocráticos são uma das principais inovações trazidas pela administração pública gerencial.

20 O termo publicização refere-se à estruturação de entidades prestadoras de serviços não-exclusivos de Estado emorganizações de natureza pública não-estatal, como as

organizações sociais.

21 Os fundos constituídos com finalidade previdenciária pela União, pelos estados, pelo Distrito Federal (DF) e pelos municípios não poderão em nenhuma hipótese aplicar seus recursos em títulos públicos.

22 O abono de permanência de que tratam a Constituição Federal e a Emenda Constitucional n.º 41/2003 não é computado como base de contribuição dos servidores públicos.

23 A contribuição da União, incluindo suas autarquias e fundações, para o custeio do regime de previdência deve ser igual à contribuição do servidor ativo.

24 Existem três níveis de relação entre principal versus agente, com objetivos distintos: entre governo e agentes econômicos privados, com propósito de regulação; entre políticos e burocratas, para acompanhamento e controle; e entre cidadãos e governo, com a finalidade de responsabilização.

Com base nas normas constitucionais e no controle externo brasileiro, julgue os itens a seguir.

25 De acordo com a Constituição Federal, é correto afirmar que o julgamento das contas pelo Poder Judiciário é a última fase do ciclo orçamentário, qual seja: elaboração de proposta orçamentária pelo Poder Executivo; discussão e aprovação da referida proposta pelo Poder Legislativo; execução do orçamento; controle da execução do orçamento e parecer final, prévio ao julgamento das contas, pelo tribunal de contas; e julgamento das contas pelo Poder Judiciário.

Gabarito:















































































































































































































1 E
2 E
3 C
4 C
5 C
6 E
7 E
8 C
9 E
10 C
11 E
12 C
13 C
14 E
15 E
16 C
17 E
18 C
19 E
20 C
21 E
22 C
23 E
24 C
25 E

Relacionadas