quinta, 21 de janeiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Campinense derrota o CSP com gol no final da partida

Fábio Cardoso / 22 de maio de 2016
Foto: Chico Martins
O Campinense saiu na frente na disputa pela segunda vaga na final do Campeonato Paraibano deste ano. A Raposa bateu o CSP por um a zero, gol de Reginaldo Júnior em jogada individual no apagar das luzes, aos 44 minutos do segundo tempo, neste domingo, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Agora, na próxima partida, a Raposa precisa de um empate contra o time da capital, no Estádio Almeidão, para confirma a vaga. O Botafogo será o adversário do vencedor desse duelo.

A torcida que compareceu ao Amigão saiu comemorando, mas, ao mesmo tempo, muito irritada com a atuação do time. O Campinense não conseguia vencer a forte marcação imposta pelo CSP, que não teve vergonha de jogar por uma bola, no contra-ataque. No primeiro tempo, poucas foram as chances de gol. A Raposa tentava avançar tabelando, com chuveirinho na área, na garra, mas nada estava funcionando.

No segundo tempo o técnico do Campinense, Francisco Diá, colocou em campo Jussimar no lugar de Felipi Ramon, e Chapinha no lugar de Adalgiso Pitbull. A partida então pegou fogo, com o time de Campina Grande perdendo três chances claras de gol, uma atrás da outra, com Rodrigão e Chapinha duas vezes. A partida ficou mais movimentada também por conta do cansaço dos jogadores do CSP, que passaram a ter dificuldade de marcar os adversários.

Após a metade do segundo tempo, a equipe da Raposa também começou a apresentar cansaço e o jogo ficou arrastado, com muita troca de bola e pouca objetividade. Diá então colocou Negreti no lugar de Fernando Pires para não deixar a defesa muito exposta e aumentar a marcação do meio para frente. O Campinense até que melhorou, mas além do cansaço, a falta de inspiração de alguns jogadores chaves, como Rodrigão, parecia então ser o maior obstáculo para a vitória.

Com parte da torcida já cornetando, e outros começando a tomar o rumo de casa, foi que Reginaldo Júnior achou uma bola e entrou na área e chutou forte para o gol do Campinense. A vitória pode ser considerada justa, porque a proposta do CSP era de apenas não perder, jogando o tempo todo do meio para a defesa e foi punido no fim da partida.

Relacionadas