terça, 17 de outubro de 2017
Geral
Compartilhar:

Câmara de João Pessoa deve receber mais um pedido de CPI

Adelson Barbosa dos Santos / 10 de março de 2016
Foto: Arquivo
A Câmara Municipal de João Pessoa deve receber mais um pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). Hoje (10), a vereadora Raissa Lacerda (PSD) iniciou a coleta de assinaturas em um requerimento que pede a instalação da CPI do Jampa Digital. Se ela protocolar o requerimento, será a quinta proposta de CPI apresentada em uma semana.

Quatro pedidos estão sendo analisados pelo setor jurídico da Câmara. O primeiro requerimento foi apresentado pela oposição com as assinaturas de cinco vereadores governistas. Pede investigação nas obras da Lagoa do Parque Solon de Lucena, em João Pessoa. Anteontem, o vice-líder governista, o vereador Waldir Dowsley, conhecido como Dinho (PMN), apresentou três pedidos de CPI.

Jampa Digital é o nome de um projeto que tinha por finalidade proporcionar internet de graça em vários pontos de João Pessoa, principalmente na orla marítima. O programa, concebido e instalado na primeira gestão de Ricardo Coutinho na Prefeitura de João Pessoa,  não funcionou. O caso está na Justiça Federal.

Ao apresentar a CPI do Jampa Digital, a vereadora Raissa Lacerda atinge, além do governador Ricardo Coutinho, a empresa Ideia Digital, que venceu licitação em 2009 para implementar o programa, e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, cujo partido, o PP, está sendo assediado pelo PSD, legenda da vereadora e do prefeito Luciano Cartaxo, para a formação de uma aliança visando as próximas eleições.

Na época do Jampa Digital, Aguinaldo era secretário da Ciência e Tecnologia da Prefeitura de João Pessoa. Quem também é filiado ao PP e deve se opor à CPI do Jampa Digital é o presidente da Câmara, Durval Ferreira, aliado de Aguinaldo Ribeiro. Aliás, Durval é presidente municipal do PP de João Pessoa.

As propostas

CPI da Lagoa

CPI da Cagepa

CPI da Funetec

CPI da Desk

CPI do Jampa Digital

 

Relacionadas