terça, 25 de junho de 2019
Geral
Compartilhar:

Antes do Fim’ e ‘Atrito’ vencem o Fest Aruanda

André Luiz Maia / 08 de dezembro de 2017
Foto: Divulgação
Concluindo sua décima segunda edição, o Fest Aruanda apresentou os premiados que concorreram prêmios em mostras competitivas. Ao todo, foram 33 troféus, além do prêmio da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e do júri popular. O grande prêmio da edição foi para o filme Antes do Fim, de Cristiano Burlan.

O júri popular, no entanto, elegeu outra obra como a melhor da edição: o longa Legalize Já!, de Johnny Araújo e Gustavo Bonafé, que conta a trajetória da formação do grupo Planet Hemp, que projetou o músico Marcelo D2 nacionalmente e fez história na década de 1990.

Teve destaque para as produções paraibanas também. O curta paraibano Atrito recebeu cinco premiações, inclusive melhor atriz para Suzy Lopes, melhor diretor, para Diego Lima, e pelo júri da Abraccine.

Um prêmio especial, concedido pelo júri à iniciativa dramatúrgica cinematográfica, foi entregue ao longa-metragem paraibano O Nó do Diabo, de Ian Abé, Gabriel Martins, Jhésus Tribuzi e Ramon Porto Mota. De acordo com a justificativa do júri, o filme levou o prêmio "pela inventividade, o esforço criativo e a mobilização para realizar cinema de gênero, pelo exercício de estilo na narrativa audiovisual, com o entrecruzamento de linguagens e propostas estéticas.

A edição aconteceu nas salas Macro XE e 6 do Cinépolis Manaíra Shopping. O cineasta Ruy Guerra foi o grande homenageado, com uma mostra que apresentou parte de sua filmografia.

Relacionadas