terça, 11 de dezembro de 2018
Geral
Compartilhar:

Análise vê problemas na eficiência de protetores solares

Lucilene Meireles / 15 de novembro de 2018
Foto: Assuero Lima
A Paraíba deve somar, até o final do ano, 2.650 novos casos de câncer de pele e o uso do protetor solar, uma das principais formas de evitar o surgimento da neoplasia, pode não ser tão seguro assim. Análise realizada pela Associação Proteste mostrou que há marcas no mercado que oferecem menos proteção do que promete na embalagem. A Coppertone, por exemplo, apresentou 18,7% a menos no fator de proteção solar (FPS).

O produto diz que tem FPS 30, mas só apresentou 24,4. De acordo com a Proteste, a lei prevê que o fator de proteção dos filtros solares não pode ser menor que 17% do valor indicado na embalagem. Porém, reduzir essa índice representa risco. “Além de enganar o consumidor, afeta o bolso porque ele acaba pagando mais por um produto com menos proteção”, diz a Associação.

Foi verificada ainda a capacidade de proteção dos produtos contra os raios UVA, que deve ser um terço do FPS, isto é, se o FPS é 30, a proteção UVA deve ser de, no mínimo, 10. Todas as marcas se saíram muito bem nesse quesito, porém, o Coppertone, apesar de estar dentro do que pede a legislação, protegeu menos a pele em comparação com os demais.

A exposição excessiva ao sol tende a causar uma série de danos à saúde, como o envelhecimento precoce e o aparecimento de câncer de pele, doença que, atualmente, corresponde a 30% de todos os casos de câncer com tumores malignos registrados no país.

Lista dos melhores /Excelente qualidade

L’Oreal Expertise Supreme FPS 30

Vichy Ideal Soleil Hydrasoft FPS 30

La Roche-Posay Anthelios XL-Protect FPS 30

Natura Protetor Solar FPS 30

Nívea Protetor Solar FPS 30

Episol Protetor Solar Oil Free FPS 30

Nívea Protetor Solar Facial FPS 60

Cenoura&Bronze Protetor Solar FPS 30

Como o teste foi feito

O teste contou com o auxílio de 30 voluntárias que, após receberem frascos devidamente camuflados para evitar a identificação da marca, utilizaram os protetores e avaliaram aroma, textura, absorção, tonalidade de pele após a aplicação e facilidade em espalhar.

Em relação ao fator de proteção, todos os protetores testados declaram possuir FPS 30, e a maioria se saiu bem nesse quesito, com destaques para as marcas L’oreal e Vichy. Ambas foram consideradas as melhores do teste.

A L’oreal recebeu elogios das voluntárias participantes em relação ao aroma e à hidratação da pele, além de ter sido bem avaliada em quase todos os quesitos. A Vichy também demonstrou garantir proteção aos raios UVA e UVB e, segundo as voluntárias, deixou uma sensação de frescor na pele.

Custo benefício

O teste destacou o melhor custo benefício. É possível conferir, na página da Proteste, como poupar e levar um produto de qualidade para casa. “Se optar por produtos mais baratos do teste, o consumidor não só economiza mais de R$ 40, como leva 80ml a mais de produto sem perder qualidade. Isso porque a marca mais cara possui 120ml e um dos mais baratos, 200ml. Daí a importância de estar atento na hora da compra”, diz a análise.

Dicas para escolher o protetor ideal

Verifique o filtro adequado para o seu tipo de pele. De maneira geral, produto em gel é indicado para a oleosa, já quem tem pele normal ou seca, deve optar por cremes ou loções. Além disso, quem tem pele muito clara, ou foi submetido a tratamento dermatológico, precisa escolher um FPS acima de 50;

Preste atenção na validade e armazenamento. Não use protetor vencido, pois ele pode ter perdido a eficácia. Mantenha o frasco em local seco e à temperatura ambiente. Logo, evite guardá-lo na geladeira ou no banheiro (local mais úmido da casa);

Avalie o fator de proteção. A associação enfatiza as recomendações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, no sentido de que o consumidor deve priorizar produtos com fator de proteção solar (FPS) igual ou superior a 30, pois eles protegem melhor contra os raios UVB, capazes de provocar queimaduras, entre outros problemas. Filtros abaixo de 30 são liberados eventualmente apenas para pessoas com a pele negra.

Medidas de proteção

Use chapéus, camisetas, óculos escuros e protetores solares;

Cubra as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas;

Evite a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16 horas;

Na praia ou na piscina, use barracas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material;

Use filtro solar diariamente e não apenas na praia ou piscina;

Utilize produtos que protejam contra radiação UVA e UVB e tenham FPS 30, no mínimo;

Reaplique o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre;

No dia a dia, aplique uma boa quantidade pela manhã e reaplique antes de sair para o almoço;

Observe regularmente a própria pele à procura de pintas ou manchas suspeitas;

Mantenha bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos 6 meses;

Consulte o dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.

Relacionadas