terça, 16 de julho de 2019
Geral
Compartilhar:

ALPB inicia negociação de duodécimos com o governador

André Gomes / 15 de março de 2019
Foto: Rizemberg Felipe
O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), revelou nessa quinta-feira (14) que a Casa passa por problemas financeiros, uma vez que o repasse do duodécimo deste ano está sendo menor do que o de 2015. Galdino disse que diante do problema, iniciou um processo de negociação com o governador João Azevêdo para tentar uma reavaliação nos valores dos repasses mensais.

“Estamos discutindo a possibilidade de recebermos um duodécimo pelo menos igual ao de 2015. Essa é uma discussão de instituição. O governador me disse que se dentro da Lei tiver condições, está pronto para atender. A assessoria da Assembleia está conversando com o a assessoria do Governo e se for uma coisa legal, dentro da Lei, o Governo não faz questão nenhuma de atender. Mas é preciso que haja legalidade”, disse.

De acordo com Adriano Galdino, a última folha de pagamento da gestão passada foi maior que o duodécimo. Para tentar readequar os gastos com os valores dos duodécimos, o presidente disse que foi necessária a realização de cortes em vários setores da Casa, inclusive nos gabinetes dos deputados.

“Nós demos um corte substancial para adequar a despesa da folha com a receita da Casa. Teremos uma conversa com o sindicato dos servidores nesse sentido. Já mostrei a eles a nossa situação e que precisamos fazer os cortes. Alguns deputados estão reclamando, mas não temos outra saída. Todos temos que ter consciência de que precisamos cortar em todos os lugares, inclusive nos gabinetes”, disse.

Questionado sobre se o governador João Azevêdo vai atender o pedido de reavaliação do duodécimo, Galdino explicou que “o Governo obedece a Lei e está cumprindo. Nós estamos buscando se adequar a nossa realidade financeira. Estamos conversando para encontrar a melhor forma, mas como já falei, dentro da legalidade”, afirmou.

Sessão especial. A Assembleia Legislativa realizou, ontem, Sessão Especial em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no último dia 8 de março. A sessão foi proposta pela Comissão de Direitos da Mulher da ALPB, presidida pela deputada Camila Toscano (PSDB). Ela destacou que é dever do Poder Legislativo levantar debates onde sejam apresentados, não só os problemas na rotina da mulher paraibana, mas também medidas que busquem suas respectivas soluções. “Debater não só a violência, mas todas as necessidades da mulher paraibana, a exemplo de empregos, de oportunidades para sua família e para seus filhos. Temos que trazer debates propositivos que saiam daqui com encaminhamentos”, pontuou a deputada.

A deputada Pollyanna Dutra (PSB), que preside a Comissão de Constituição, Justiça e Redação da ALPB, afirmou que durante sua atuação no Executivo, como prefeita do município de Pombal, e agora no Poder Legislativo, tem buscado defender os interesses da mulher paraibana.

A deputada Doutora Paula (Progressista), que atua também como vice-presidente da Comissão de Saúde, destacou que o Dia Internacional da Mulher, mais do que um dia de comemoração, é um dia de luta e de reivindicação.

Presidente

A servidora pública, Eliane Galdino, foi empossada na Associação Promocional do Poder Legislativo.

Relacionadas