sábado, 26 de maio de 2018
Cidades
Compartilhar:

Açude em Patos sai do zero após chuvas e atinge 7,85%

Renata Fabrício / 13 de Abril de 2018
Há cerca de um ano, o açude Jatobá I não é utilizado para o abastecimento de água da cidade de Patos, no Sertão. Foi preciso acumular toda a chuva que caíu do início do ano até agora para que o manancial saísse do zero. Com uma capacidade para mais de 17 milhões de metros cúbicos, o açude marca apenas 7,85% do total e não há previsão para que ele volte a ser utilizado no sistema integrado de abastecimento pela Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa), região Espinharas.

O sistema é formado pelos açudes da Farinha, Capoeira e o sistema adutor Coremas/Sabugi, além de Jatobá I, de onde atualmente não é retirado nenhum volume de água. São cerca de 150 mil pessoas que dependem das águas do sistema. Segundo o gerente regional da Cagepa, Dameceno da Silva Maciel, é preciso que o Jatobá I mais que dobre o volume atual para que possa ser considerada uma retirada.

“Temos a Farinha, o Jatobá I, o Capoeira e o sistema adutor Coremas/Sabugi. A captação de todas essas águas vêm para o sistema de tratamento e distribuímos para Patos e mais de 16 cidades. No momento não estamos usando a agua do Jatobá. Estamos abastecendo as cidades todas apenas com as outras três barragens. Não usamos mais o Jatobá porque o açude chegou ao nível zero. Com essas chuvas do inicio do ano até agora houve uma recarga de mais de 1 milhão de metros cúbicos, mas só vamos retirar água do Jatobá se ele chegar a um nível de pelo menos 20 ou 30%. Não adianta pegar água de lá agora, e nem há necessidade. Temos contribuição suficiente das outras barragens”, explicou.

Já o açude da Farinha, que também contribui para Patos está em uma situação bem melhor. Dos mais de 25 milhões de metros cúbicos, a barragem já apresenta 43% do volume total.

Previsão. Segundo o meteorologista Ednaldo Correia Lima, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão para hoje não inclui o Sertão, mas para as demais regiões existe um alerta de precipitações com mais de 50 milímetros por dia. “Existem condições meteorológicas favoráveis à ocorrência de acumulado significativo de chuva (perigo potencial), chuva entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia, podendo acompanhar descargas elétricas e rajadas de vento em áreas isoladas do Litoral, Mata e Agreste, no período das 08h de ontem às 22h59 de hoje”, disse.

Relacionadas