sexta, 22 de janeiro de 2021

Geral
Compartilhar:

Tradicional premiação do Framboesa de Ouro acontece hoje em Los Angeles

André Luiz Maia / 25 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação
O Oscar é amanhã e provavelmente muita gente ainda está debatendo a respeito do melhor filme, da melhor atuação, da melhor fotografia, etc. Mas o que já se tornou uma tradição na véspera do prêmio da Academia é o Framboesa de Ouro, que premia as piores produções do ano.

Este ano, os mais cotados são Batman vs. Superman – A Origem da Justiça e Zoolander 2, ambos com oito indicações. Além de pior filme, eles também disputam na categoria de pior prelúdio, sequência, remake ou plágio (confira todas as indicações no quadro abaixo).

A premiação, claro, não tem peso algum dentro da indústria, mas é uma brincadeira divertida criada pelo publicitário John Wilson que serve como uma forma de válvula de escape, diante da seriedade e da competitividade das outras cerimônias.

Tudo começou quando John viu, em 1980, uma sessão musical dupla, com os filmes Can't Stop the Music e Xanadu. Escandalizado com a baixa qualidade das produções, decidiu, em seu então tradicional jantar durante a noite do Oscar, em realizar uma pequena votação entre os candidatos com os piores filmes do ano. Com o tempo, a premiação paralela foi ganhando tanto destaque que Wilson decidiu expandir o evento, organizando uma cerimônia debochada.

O "prêmio" é uma estatueta de plástico em formato de uma framboesa (raspberry, de onde deriva o apelido em inglês da premiação: Razzie Awards), com valor inferior a US$ 5. Os vencedores são convidados a receber o prêmio e alguns já chegaram a aparecer na cerimônia, o que gera situações impagáveis (veja no quadro).

Sobrou até mesmo para o atual polêmico presidente norte-americano Donald Trump. A organização já premiou o magnata, por sua participação no filme Os Fantasmas Não Transam (1989), pastiche erótico estrelado por Bo Derek. Trump faz uma pequena aparição como ele mesmo, mas isso acabou lhe rendendo o prêmio de pior ator coadjuvante.

Obviamente, Trump nunca apareceu para pegar o prêmio, mas os organizadores divulgaram uma nota afirmando que guardam até hoje a estatueta na sede do Framboesa de Ouro. "Esperamos que Trump venha buscá-lo antes que ele caia completamente aos pedaços", brincaram, em comunicado conjunto.

O Razzie tem seus próprios recordes. Sylvester Stallone nunca ganhlou um Oscar, mas possui quatro razzies (em 14 indicações), seguido por Kevin Costner e Adam Sandler, com três (mas Sandler tem também um de pior atriz, por Cada um Tem a Gêmea que Merece). Entre as mulheres, Madonna faturou cinco prêmios de pior atriz.

No fim das contas, a premiação serve para lembrar que Hollywood é uma indústria e, como todo processo em grande escala, produz tanto pérolas quanto lixos (e alguns desses lixos nós até amamos).

Relacionadas