segunda, 24 de junho de 2019
Gente
Compartilhar:

Associação de esposas de Magistrados e juízas farão ação social na Comarca de Ingá

Kubitschk Pinheiro / 18 de janeiro de 2018
Foto: Reprodução
A Associação das Esposas dos Magistrados e das Magistradas da Paraíba (Aemp) e as juízas Rafaela Martins Pereira Toni Coutinho e Isabelle Braga Guimarães, titulares da 1ª e 2ª Varas Mistas da Comarca de Ingá, respectivamente, vão realizar, em março, uma ação social na Casa de Passagem Emanuel, daquela Comarca. A iniciativa promoverá a doação de alimentos, produtos de higiene pessoal e brinquedos.

De acordo com a magistrada Rafaela Martins, a ideia surgiu a partir da constatação, feita pela juíza Isabelle Braga Guimarães, da situação precária em que se encontra a Casa de Passagem. “A situação é decorrente do atraso no repasse de recursos pelos entes públicos conveniados e pelas dificuldades financeiras encontradas para manutenção da instituição”, disse.

A Casa foi fundada em 2015, a partir da mobilização da então titular da Vara da Infância e Juventude, juíza Alessandra Varandas, que reuniu diversos segmentos da rede de proteção aos direitos da criança e do adolescente. A magistrada intermediou a celebração de um convênio com todos os municípios integrantes da Comarca de Ingá, (incluindo Riachão do Bacamarte, Itatuba e Serra Redonda), para viabilizar sua instalação e manutenção. Constituída sob a forma de ONG, acolhe, atualmente, cinco crianças e cinco adolescentes. Já passaram pela entidade 23 acolhidos.

“É sempre bom trabalhar com ações conjuntas com as juízas paraibanas. Vamos a Ingá levar essas doações, assim como já fizemos em outras comarcas. É uma realização gratificante”, avaliou Ana Lúcia Alencar Pereira, presidente da Aemp.

Segundo a juíza Rafaela Martins, o trabalho social do magistrado vem crescendo em todo o País. “É fundamental para aproximar o Poder Judiciário da comunidade e contribuir para a diminuição dos conflitos, garantindo a efetividade dos direitos e garantias fundamentais”.

Para a juíza, o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Aemp é de uma extraordinária gestão, promovendo ações filantrópicas de grande importância para a população carente. “A Aemp está cumprindo com louvor sua finalidade institucional graças à sensibilidade, empenho e competência da atual presidente. Posso dizer que tenho orgulho de integrar esta Associação”, resumiu.

A assistente social, Klivia Yndianara Nogueira Veríssimo da Silva, que é diretora da Casa de Passagem Emanuel, disse que a visita da Aemp e a doação chegam em boa hora. “É uma benção de Deus. E, o que mais precisamos é de calor humano e mantimentos”.

Relacionadas