quinta, 25 de fevereiro de 2021

Fundação Solidariedade
Compartilhar:

Revista ‘Bioma Social’ é lançada durante evento em João Pessoa

Aline Martins / 01 de setembro de 2017
Foto: Nalva Figueiredo
A Fundação Solidariedade e a organização humanitária Aldeias Infantis SOS realizaram, na manhã desta quinta-feira (31), o ‘I Impacto ODS Paraíba: empresas rumo à sustentabilidade’. O Objetivo do encontro foi apresentar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), implantados pelas Nações Unidas, a empresários que atuam em diversos segmentos no Estado. O intuito foi oferecer ferramentas para que as empresas possam inserir práticas mais sustentáveis em suas rotinas.

O evento aconteceu no Hotel Manaíra, em João Pessoa, e na oportunidade foi lançada a revista ‘BiomaSocial’ – um novo produto do Sistema Correio de Comunicação. O impresso traz matérias jornalísticas relacionadas às temáticas socioambientais e ainda um relatório do que a Fundação Solidariedade – braço social do Sistema Correio que completa 15 anos de história em 2017 –, realizou em cada período.

Na apresentação oficial dos ODS estiveram presentes representantes de instituições públicas e privadas, e de ONGs. Segundo a gestora das Aldeias Infantis SOS Brasil, Sandra Greco, uma parte representativa do empresariado de João Pessoa participou dessa divulgação.

“É uma iniciativa da ONU e que nós, enquanto Aldeias Infantis, tivemos uma participação efetiva na elaboração e também o Brasil é signatário destas propostas. É dever e tem que ser cumprida até 2030 no País”, afirmou, acrescentando que a organização, que trabalha com crianças, adolescentes e jovens, tem um olhar diferenciado para o cumprimento dos ODS. “Se você olha para os ODS ele traz uma perspectiva para a melhoria da qualidade de vida não só do Brasil, mas do mundo. Tem uma preocupação com o ambiente, com a erradicação da pobreza, a questão do trabalho e a humanização das relações. O que nos move é buscar junto à sociedade essa sensibilização de que todos juntos podemos fazer um mundo melhor”, ressaltou.

Dedicação. A diretora executiva do Sistema Correio de Comunicação e presidente da Fundação Solidariedade, Beatriz Ribeiro, destacou a caminhada da Fundação Solidariedade e do Sistema Correio no apoio e realização de várias ações para a transformação da sociedade. “Um sonho que se realiza, 15 anos da Fundação Solidariedade, um caminho que a gente tem buscado praticar o bem, buscando os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio na época com a ONU, agora com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável até a meta de 2030. E o grande objetivo da Fundação é agregando pessoas parceiras, instituições, profissionais, empresários que realmente acredita nessa proposta de caminhar, de fazer o melhor e de que forma podemos transformar a nossa sociedade”, afirmou.

A assessora da Rede Brasil do Pacto Social Global Brasil da ONU, Bárbara Dunin estev no evento. Ela proferiu palestra sobre os 17 ODS e destacou os níveis de entendimento das instituições públicas e privadas. “A gente vê dentro do Pacto as empresas têm ações em vários níveis de maturidade na Agenda ODS. Por quê? Porque é uma agenda relativamente nova, bastante complexa e algumas delas ainda estão entendendo o que é ainda e as outras já estão avaliando o seu impacto e estabelecendo metas”, frisou.

Uma revista voltada para sustentabilidade

A revista ‘BiomaSocial’ traz reportagens voltadas para as atividades de cunho sustentável. “Procuramos escrever um pouco diferente das notícias que se ler no dia a dia. Usamos um texto mais voltado para o jornalismo literário, de maneira que os leitores absorvam a alma do que essas ações geram no dia a dia. Essas ações geram agradecimento a todo que contribuam para a sociedade”, frisou a jornalista Márcia Dementshuk, responsável por escrever as matérias. Ela destacou ainda sobre o que é ser sustentável. “O que as pessoas imaginam hoje em dia é que a sustentabilidade é uma ação diferencial. Eu ser sustentável na minha empresa, conduzir os negócios de forma sustentável ou ter uma atitude sustentável as pessoas encaram como diferencial quando na verdade isso deveria ser de forma premissa, quando isso deveria estar na base de todas as estruturas das coisas que se faz”, destacou.

Já a editora da revista, Marianna Vieira, comentou sobre o novo produto do Sistema Correio de Comunicação. “Uma nova aposta do Sistema Correio e que é uma revista que traz o relatório Fundação Solidariedade – esse braço social do Sistema Correio. Traz conteúdos e anúncios de parceiros relacionados ao desenvolvimento sócio ambiental da Paraíba. O leitor vai encontrar matérias e também parcerias de empresas socioambientalmente responsáveis”, comentou. Ela adiantou que o próximo número do impresso será veiculado em 2018.

O coordenador de Artes do Jornal Correio da Paraíba, Sérgio Bilous, responsável pelo projeto gráfico da ‘BiomaSocial’, comentou sobre como foi feito o projeto.

“Pensamos em duas capas que dá uma hierarquia ao produto. Uma é a capa ‘BiomaSocial’ e a outra a Fundação Solidariedade. Depois do ponto de vista do projeto gráfico pensamos uma aparência mais limpa e com predominância da cor verde que representa a natureza e a sustentabilidade. Tem muito branco também para valorizar o texto, o conteúdo e as fotografias”, explicou.

A diretora de Jornalismo do Sistema Correio, Sony Lacerda, destacou o tema sustentabilidade que está em bastante evidência no momento. É um produto que também comemora os 63 anos do Sistema Correio e Jornal Correio da Paraíba e os 15 anos da Fundação Solidariedade. “Bioma porque representa toda a questão de sustentabilidade e é voltado para o social, principalmente da educação”, ressaltou.

Relacionadas