domingo, 24 de janeiro de 2021

Fundação Solidariedade
Compartilhar:

Fundação Solidariedade apresenta estratégias ODS para prefeitos da Paraíba

Márcia Dementshuk / 25 de março de 2017
Foto: Márcia Dementshuk
Representantes e parceiros da Fundação Solidariedade estiveram no Encontro sobre Planejamento Orçamentário e Desenvolvimento Sustentável, promovido pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, levando aos prefeitos informações sobre a estratégia dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS), uma agenda mundial voltada à sustentabilidade, com 17 objetivos e 169 metas a serem atingidas até 2030.

O conselheiro presidente do TCE-PB, André Carlo Torres Pontes, ratificou a parceria do Tribunal com a Fundação Solidariedade e afirmou que “a união com a Fundação Solidariedade reforça o intuito do TCE-PB em manter programas de sustentabilidade como este que temos no TCE, o “Ser Sustentável”. A Fundação Solidariedade é um parceiro importante, com experiência, que vai trabalhar especificamente esse tema – o qual nos interessa – junto com Tribunal de Contas.

A secretária adjunta da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal (Sedam), Pollyanna Dutra, ressaltou em sua fala para os prefeitos que os ODS são indicadores padrões globais, mas a ação é local. “A coisas acontecem nos municípios, os resultados são municipais. Por ter sido gestora de município conheço bem os problemas assistenciais, a saúde, a educação e são desafios de todos. Temos que compartilhar nossas experiências que foram positivas e mudaram para melhor os indicadores”, afirmou a secretária.

Dentro desse mesmo conceito de localidade, Arimatéia França, coordenador do projeto “Onde Plantei”, demonstrou aos prefeitos a importância de registrar as ações para que elas possam ser mensuradas. “Apresentamos uma oportunidade de mobilizar as pessoas em instituições das cidades e chamar a atenção para os problemas do aquecimento global, da falta d’água, da poluição, a partir do projeto “Onde Plantei”. Você multiplica com a sociedade a intenção de plantar e registrar o ato. Vamos fazer um ranking nacional e premiar as cidades e por isso é importante o envolvimento dos prefeitos”, explicou Arimatéia França.

“Os objetivos dos ODS foram definidos em uma série de consultas públicas mundiais realizadas pelas Nações Unidas e representam, para a população, os pontos mais importantes para um desenvolvimento sustentável, acessível a todos. Portanto, é imprescindível que os gestores municipais conheçam essas metas e as relacionem às suas ações locais, a fim de que os números apareçam nas estatísticas”, avaliou Núbia Gonçalves, diretora da Fundação Solidariedade.

O encontro foi realizado no Centro Cultural Ariano Suassuna, anexo ao TCE-PB, na sexta-feira.

Relacionadas