quarta, 22 de novembro de 2017
Esportes
Compartilhar:

Tiro certeiro: atleta desperta interesse de federações do Sul e Sudeste

Raniery Soares / 01 de novembro de 2015
Foto: Rafael Passos
O esporte é milenar, mas desconhecido por grande parte da população que acredita que o tiro com arco é utilizado apenas como objeto de caça pelas tribos indígenas. Este foi o mesmo pensamento da mãe da paraibana Yasmin Durand, 13 anos, que com pouco mais de um ano tem se destacado na modalidade e recentemente conquistou uma medalha de prata no Campeonato Brasileiro Infantil, realizado no Rio de Janeiro.

O início no tiro com arco foi inusitado. Sem nunca ter tido contato com os instrumentos, Yasmin estava com a família na Feira Brasil Mostra Brasil, em João Pessoa e resolveu tentar acertar o alvo num stand montado no evento. Eis que um representante do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar de Pernambuco (COPM/BM-PE) estava exatamente no momento em que Yasmin atirava, onde surgiu o convite para o esporte.

“Eu achei curioso e resolvi tentar acertar o alvo. Consegui atirar bem já na primeira vez, mas nem imaginava que havia pessoas me observando e foi assim que eu comecei no esporte. Fiz um acompanhamento com um francês aqui na Paraíba, que desenvolvia um trabalho em Bananeiras, mas também passei um tempo treinando em Recife a cada 15 dias”, afirmou.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas