sexta, 26 de fevereiro de 2021

Esportes
Compartilhar:

Sousa acerta com Índio Ferreira para comandar o time sertanejo na reta final do Paraibano

Allan Hebert / 10 de março de 2017
Foto: Raniery Soares
Raniery Soares/Correio da Paraíba
Goleado pelo Botafogo por 4 a 1, na noite da última quarta-feira, pela 12ª rodada do Campeonato Paraibano, o Sousa demitiu Paulo Júnior e rapidamente confirmou Índio Ferreira para comandar a equipe. O técnico chega com a missão de livrar o Dinossauro do rebaixamento, já que o time sertanejo ocupa a 8ª colocação e está a apenas um ponto do Z-2.

Índio chega ao Dinossauro referendado pelo bom trabalho realizado no Internacional. No Colorado, o técnico conquistou a Segundona no ano passado e fazia uma bela campanha no Paraibano 2017 até pedir demissão após a saída do investidor que geria a equipe. Quando anunciou sua saída, o time de João Pessoa tinha 13 pontos e estava no G-4.

O técnico elogiou o grupo do Dinossauro e confia que um bom trabalho será realizado. "Esta equipe do Sousa foi montada para brigar pelo G-4, o time tem qualidade e é experiente, mas infelizmente o trabalho anterior não deu certo. Minha avaliação é que o time é bom e tenho certeza que vamos chegar ao nosso objetivo que é tirar o Sousa dessa zona perigosa", comentou.

O acerto entre Sousa e Índio Ferreira foi finalizado logo após a derrota para o Botafogo, em conversa entre as duas partes ainda no Almeidão. O técnico foi apresentado ontem à tarde, mas só inicia a trabalhar no domingo, já que tem alguns compromissos particulares para resolver. A estreia será na próxima quarta-feira, contra o Treze, no Marizão.

Objetivo

Além do Paraibano, Índio Ferreira também deve comandar o Dino na Série D do Campeonato Brasileiro.

Bota derruba mais um técnico do Sousa

O Sousa iniciou o Paraibano sob o comando de Tazinho, técnico responsável por dirigir a equipe na Série D do Campeonato Brasileiro no ano anterior. No entanto, o trabalho não fluiu e ele só passou três partidas no cargo. Curiosamente, a saída do treinador foi anunciada logo após a derrota para o Botafogo (1 a 0), no dia 15 de janeiro, no Marizão.

Paulo Júnior assumiu o time, mas também não teve êxito. Ele até conseguiu tirar a equipe da zona do rebaixamento, mas a campanha foi longe de ser boa. Em nove jogos, ele somou duas vitórias, dois empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 29,6% dos pontos em jogo no período. Será que o panorama será alterado com Índio Ferreira?

Relacionadas