terça, 01 de dezembro de 2020

Paralímpicos
Compartilhar:

Trabalho pioneiro revela talento do Tênis em Cadeira de Rodas

Raniery Soares / 31 de janeiro de 2016
Foto: Raniery Soares
Movimentos rápidos sobre rodas e defesas precisas a cada saque do adversário. Estas são características facilmente observadas no jovem Luan Emannuel, de apenas 15 anos. Sertanejo de Santa Luzia (distante 260km de João Pessoa) e cadeirante desde os primeiros anos de vida, ele entrou ‘por acaso’ no tênis em cadeira de rodas, mas há dois anos já desponta como o único representante da Paraíba na modalidade e já começa a pensar em seu firmamento no paradesporto.

Tudo começou através de um trabalho realizado pela professora de educação física Nidja Maria Medeiros, ainda nas aulas da escola, despertando a vontade de portadores de necessidades especiais para o mundo do paradesporto. O primeiro contato de Luan foi através dos Jogos Paraescolares da Paraíba, ainda em 2014, onde o garoto conquistou três medalhas de ouro: 100m, arremesso de peso e lançamento de pelota.

Porém, técnicos paraibanos que trabalham com o paradesporto no Estado, avaliaram que pela agilidade de Luan na cadeira de rodas, facilmente ele poderia representar a Paraíba no tênis, o que causou surpresa para a professora, já que logo o sertanejo recebeu um convite para as Paralimpíadas Escolares em 2014, na cidade de São Paulo.

Leia a reportagem completa no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas