sexta, 15 de novembro de 2019
Esportes
Compartilhar:

Paraibano se consolida como um dos grandes nomes do taekwondo

Gabriel Botto / 03 de março de 2019
Foto: Alexandre Manfrim/Divulgação
Todo atleta iniciante sonha em um dia conquistar títulos, premiações e bater metas pessoais. Mas, nem sempre os sonhos se realizam, frustrando aquele desejo, ainda que prematuramente. Porém, para toda regra, existem as exceções, e no taekwondo, quem está brilhando nacional e internacionalmente, é o paraibano Edival Marques, mais conhecido como Netinho, que antes era tratado como uma ‘promessa do esporte’, mas que hoje, já se tornou uma realidade.

Após se consagrar campeão brasileiro juvenil por duas vezes, foi em 2014 que Netinho conseguiu o que poucos atletas atingiram na carreira. O jovem paraibano de 21 anos ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpico da Juventude, sendo eleito o melhor atleta do Brasil naquele ano. A partir daí, Netinho começou a atrair os olhares do mundo todo.

O paraibano de João Pessoa falou sobre os desafios da carreira e da superação em deixar de ser promessa para ocupar um lugar de peso no taekwondo mundial. Netinho disse que as pessoas não acreditavam que ele se tornaria um dos melhores atletas do mundo, mesmo demonstrando todo o seu potencial nas categorias juvenis.

“O Jogos da Juventude foi uma das melhores experiências da minha vida, e me fez me sentir mais ou menos em uma olimpíada de verdade. De lá pra cá no meu primeiro ano de adulto, muitos falaram que eu me dei bem no juvenil, mas que não iria me dar bem no adulto, porém eu sempre gostei das críticas, elas sempre me motivavam ainda mais, e graças a muito esforço consegui chegar longe também no adulto”, disse Netinho.

E não parou por aí. Atleta de taekwondo desde os sete anos de idade, Netinho já acumula muitos títulos e conquistas, mesmo no pouco tempo como atleta da categoria adulta. Ele foi eleito pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como melhor atleta da modalidade em 2018, reeditando o feito de 2014, quando ainda era uma promessa.

Ele comentou sobre a importância das conquistas e já projeta o futuro. Como todo atleta que almeja superar as próprias marcas, Netinho está motivado para buscar novamente o título de melhor taekwondista do país em 2019.

“Eu fico muito feliz, pois sempre foi um sonho ser o melhor no que eu sempre gostei de fazer. Fui eleito em 2014 e de lá para cá falei pro meu pai que queria muito ir novamente naquele evento e ser o melhor do país novamente, e o prêmio serviu muito como motivação também, e este ano pretendo conquistar novamente”, afirmou o atleta.



Netinho terá Mundial pela frente



Atualmente ocupando a sexta posição no ranking mundial e em décimo no ranking olímpico da Federação Internacional de Taekwondo (WT), na categoria dos 68 kg, Netinho agora se prepara para o Campeonato Mundial, que acontece em Manchester, na Inglaterra, no mês de maio. A competição é muito importante para o atleta, pois vale pontos no ranking olímpico da modalidade.

Com uma rotina de treinamentos intensa desde a fase classificatória para a competição, Netinho disse que o foco é manter a mesma pegada até a data do torneio. O atleta disse que está confiante em trazer a medalha de ouro novamente para o Brasil e, em especial para a Paraíba.

Netinho afirmou que está confiante e preparado para reeditar o feito, inclusive superando a expectativa gerada para a competição no ano passado. O objetivo do atleta é o lugar mais alto do pódio.

“Estamos treinando muito para esse mundial, tivemos a classificação para essa competição agora, e mesmo depois de ter conseguido me classificar, continuamos na mesma pegada para trazer uma medalha histórica para nosso país novamente. Estou bem mais confiante do que da última vez, posso dizer que estou mais preparado em relação a tudo e querendo o ouro”, disse Netinho.

Tóquio 2020 é o objetivo



Outro sonho do atleta é disputar os Jogos Olímpicos. Ano que vem, será a edição de Tóquio, no Japão e, para Netinho, o objetivo é garantir a classificação antecipada, através do ranking olímpico. De acordo com o taekwondista, ele precisa ficar entre os seis melhores primeiros, para garantir a vaga antecipadamente.

Para se poupar de disputar a seletiva continental, Netinho necessita ganhar quatro posições no ranking. Atualmente ele ocupa a décima posição e vai em busca de chegar ao sexto lugar antes da seletiva, garantindo a vaga direta para as Olimpíadas. Para isso, o atleta precisa de 73 pontos. Conquistando o ouro no mundial de Manchester, ele já se garante no Top-6, pois a competição vale 120 pontos no ranking.

“Sonho com isso desde moleque, e o sonho está cada vez mais perto. Ainda temos muito trabalho pela frente. Este ano é um ano essencial para quem quer disputar os Jogos Olímpicos, quero estar classificado ainda este ano e não depender da seletiva continental ou de qualquer outra coisa”, finalizou Netinho.

Atualmente, o paraibano tem 193.99 pontos no ranking mundial da categoria até 68 kg, ocupando a 12ª posição geral.

Relacionadas