domingo, 22 de abril de 2018
Paradesporto
Compartilhar:

Goleiros do Futebol de 5 terão trave maior; Confederação é contra a mudança

Franco Ferreira / 02 de agosto de 2017
Foto: Bruno Miani/CBDV/Inovafoto
José Antônio - Presidente da CBDV - Bruno Miani_CBDV_Inovafoto
O presidente da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV), José Antônio, não concorda com o aumento da trave de futebol de 5, como está determinando a Federação Internacional dos Desportos para Cegos (IBSA, em inglês). A alteração na regra ainda deixou comissão técnica e atletas da seleção brasileira em alerta para o início do novo ciclo paralímpico.

Pela determinação, segundo José Antônio, que durante muito tempo fez parte da Associação Paraibana de Cegos (APACE) e do Instituto de Cegos da Paraíba, o aumento da trave fará com que as medidas passem a ser 3,66m x 2,14m, que antes antes era 3m x 2m.

A justificativa da CBDV é que o país não possui ginásios específicos para a prática do futebol de 5 e com isso, é impossível fazer este tipo de mudança. Atualmente, pela regra da IBSA, as traves são as mesmas adotas pelo futsal.

O técnico da seleção brasileira, o paraibano Fábio Vasconcelos, que também foi goleiro, adiantou que já prevê dificuldades para os defensores. Porém, ele acredita que o novo tamanho vai ser bom para os brasileiros, já que é uma seleção acostumada a marcar muitos gols ainda com o tamanho antigo.

“A tendência é que mais gols possam ser marcados, principalmente pelos nossos brasileiros. Temos uma seleção muito ofensiva, mas ao mesmo tempo, temos que nos preocupar também com a nossa defesa, pois assim como podemos marcar, também podemos sofrer gols. O aumento dessa trave não vai ser fácil”, disse.

O jogador paraibano Marcos José Alves, o Marquinhos, ponderou que da mesma forma que será benéfico para o ataque, a defesa precisa se preocupar ainda mais. “O atacante vai encontrar mais uma brecha, vai ter um espaço maior para chutar ao gol. A dificuldade que defesa vai ter é trabalhar mais em conjunto, jogar mais fechado e marcar sempre o atacante bem colado”, afirmou.

O primeiro teste que o Brasil vai ter com a nova trave será na Copa América de Futebol de 5 que vai acontecer entre os dias 25 de novembro e 4 de dezembro, em Santiago, no Chile.

Relacionadas